Vereadores da base devem pedir para prefeito retirar projeto do IPTU

Os vereadores da base aliada do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) na Câmara de Vereadores vão pedir para que o gestor retire da Câmara de Vereadores o projeto que atualiza a planta de valores de imóveis do município, que pode representar na prática, o aumento do IPTU.

O projeto tem sido alvo de críticas de vereadores de oposição e também da situação. Na terça-feira, o vereador Rodrigo da Zaeli (PSDB) se manifestou nas redes sociais explicando que este não é o momento para apresentar a proposta e que o mercado imobiliário de Rondonópolis, em muitos casos estaria sofrendo retração de preços. Zaeli ainda argumento que pelo projeto o aumento do IPTU poderia chegar, dependendo da localização do imóvel a 80%.

Na sessão de ontem (25) da Câmara de Vereadores, o presidente da casa, vereador Claudio da Farmácia (MDB) também alegou que não era o momento de colocar o projeto em pauta.

O vereador Thiago Muniz (DEM) destacou que o país está saindo de uma crise financeira e um projeto deste tipo iria onerar ainda mais a população.

O temor da base do prefeito é que o projeto possa causar desgaste há quase um ano antes do processo eleitoral do ano que vem. O pedido deve ser feito ao prefeito em reunião na tarde de hoje com o gestor. Os parlamentares do grupo do prefeito têm o entendimento que dificilmente o projeto terá o número de votos necessários para aprovação. A medida para ser aprovada pelo Legislativo precisa de no mínimo 14 dos 21 votos.

Por outro lado, o chefe do executivo alega que o projeto é necessário e que existe até uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pedindo para que seja feita a atualização. O último projeto deste tipo aprovado pela Câmara de Vereadores foi em 2013.

Vereador alerta sobre projeto que pode aumentar o IPTU