Tia é presa suspeita de ‘vender’ sobrinha de 13 anos a idoso para abuso sexual

G1 SC

G1 SC

Marcello Casal Jr./Arquivo/Agência Brasil

Tia é presa suspeita de ‘vender’ sobrinha de 13 anos a idoso para abuso sexual

A tia de uma menina de 13 anos foi presa preventivamente suspeita de “vender” a sobrinha para um idoso de 68 anos em Camboriú, no Litoral Norte catarinense. Conforme a Polícia Civil, a adolescente foi vítima de abuso sexual por nove meses e chegou a morar com o homem por volta de quatro deles.

Segundo o delegado Paulo Freyesleben, o idoso também foi preso preventivamente e é investigado por estupro de vulnerável favorecimento à prostituição. Já a tia foi indiciada por exploração sexual de adolescente. As prisões aconteceram na quarta-feira (8).

“Ela [a tia da menina] tinha conhecimento dessa situação”, informou o investigador. Em troca, a mulher, de 33 anos, recebia valores em dinheiro e alimentos.

“Não havia pagamento fixo, mas valores que eram repassados esporadicamente, além de cestas básicas e presentes, como telefones celulares”, informou.

Presentes também eram oferecidos à adolescente, conforme Freyesleben, como forma de “compensar” os abusos. O último teria sido um celular.

Histórico

A mulher não tinha a guarda formalizada da adolescente, mas estaria “cuidando” da menina, segundo as investigações.

A vítima começou a frequentar a casa do idoso em setembro de 2021, quando ainda morava com a tia.

Freyesleben disse que menina teria começado a passar dias na casa do abusador em fevereiro de 2022, até se mudar definitivamente para lá por volta de julho. A polícia considera que o idoso e a adolescente viveram por quatro meses como se estivessem casados.

O caso foi denunciado ao Conselho Tutelar em novembro do ano passado, e a menina foi resgatada. Atualmente, a vítima está em um abrigo, sob supervisão do Poder Judiciário.

Conforme o delegado, os pais da adolescente sabiam da situação de exploração sexual e foram indiciados pela Polícia Civil por omissão.

+ Acessados

Veja Também