Sua smart TV está espionando você, e especialistas recomendam ficar atento a isso

Picture of R7

R7

TVs modernas sabem o que pessoas veem com uso de tecnologia de reconhecimento - MOHAMED HASSAN/PX HERE

Sua smart TV está espionando você, e especialistas recomendam ficar atento a isso

Aparelhos modernos contam com tecnologia que registra o conteúdo na tela, geralmente sem o conhecimento do comprador

Compartilhe:

Se você comprou uma smart TV recentemente, é bem possível que ela saiba exatamente a que você está assistindo nela. E isso inclui vídeos de streaming, jogos de videogame e programas de TV a cabo. Tudo para gerar anúncios direcionados, que podem ser mais caros.

A tecnologia que permite essa vigilância constante se chama ACR (reconhecimento automático de conteúdo, em português) e vem embutida na maioria dos aparelhos mais modernos — na grande maioria dos casos, sem o conhecimento dos consumidores.

As TVs com essa função capturam cerca de 7.200 imagens reproduzidas na tela por hora e as enviam decodificadas para servidores, que as comparam com um banco gigantesco de conteúdo.

É similar ao funcionamento do aplicativo Shazam, que identifica músicas e programas de TV de forma parecida — a empresa foi comprada pela Apple, em 2018.

Dessa forma, televisões se tornam máquinas de anúncios e exploram um mercado que poderá render US$ 87 bilhões, em 2027, segundo a consultoria Ampere.

Alerta do FBI

Em dezembro de 2019, o FBI emitiu um alerta sobre a “espionagem” feita por smart TVs. Segundo a agência, além dos riscos para a privacidade, existe a possibilidade de hackers mal-intencionados usarem as funções de vigilância dos aparelhos para aplicar golpes.

“Além do risco de o fabricante da sua TV e os desenvolvedores de aplicativos estarem ouvindo e observando você pelo aparelho, essa televisão também pode ser uma porta de entrada para hackers invadirem sua casa”, afirmou a agência, em um comunicado.

A captura vem ativada de fábrica e para desativá-la é necessário fuçar os menus de configurações, mas o caminho até lá depende da marca da TV.

A opção geralmente está em “Privacidade” ou “Configurações adicionais”. Lá, basta encontrar os menus de “segmentação de anúncios” ou “rastreamento de publicidade”.

O FBI recomenda ainda pesquisar se seu aparelho possui câmeras e microfones embutidos, usados para coletar dados de áudio e vídeo — geralmente para confirmar se o telespectador está olhando para a tela ou ouvindo algum conteúdo em aparelhos móveis.

A dica, no caso das câmeras que não sejam utilizadas para videoconferência ou funções similares, é tampá-las com fita adesiva.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp