Medeiros pede afastamento de ministra e aponta uso político de tragédia

Picture of Da Assessoria

Da Assessoria

Medeiros deve disputar também pelo PL

Medeiros pede afastamento de ministra e aponta uso político de tragédia

Compartilhe:

O deputado federal José Medeiros (PL-MT) pediu o afastamento da ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, do cargo em função de sua proposta de priorizar famílias e quilombolas na distribuição de doações às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Além disso, o parlamentar cita que a ministra usou a tragédia no Sul do país para pedir votos para o seu grupo político. O pedido de afastamento da ministra foi encaminhado ao presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, nesta quinta-feira (9).

“É absurda e desumana a atitude da ministra que pediu ao Ministério do Desenvolvimento Social que priorize a distribuição de alimentos e ajuda às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A tragédia não tem cor, não tem idade, sexo e nem classe social. Milhares de pessoas estão sofrendo e precisando de ajuda. Não é o momento de usar a dor dos brasileiros para tirar proveito político. Se não bastasse isso, a ministra usou a tragédia para pedir votos em suas redes sociais. Entramos com o pedido de impeachment da ministra. Não vamos aceitar esse tipo de comportamento de um agente público que é pago com o dinheiro do povo brasileiro”, disse o parlamentar.

Medeiros destaca que após a tentativa de promover a divisão das vítimas das chuvas no Sul, a ministra fez uma postagem em uma rede social associando as ações do Governo Federal no Rio Grande do Sul ao voto.

“Após a repercussão negativa, a ministra apagou a postagem e culpou a assessoria por misturar os assuntos. No entanto, a intencionalidade existiu e é prática constante do atual governo. O governo do PT precisa descer do palanque, parar de demagogia e começar a trabalhar. Todas as vítimas da tragédia do Rio Grande do Sul precisam de ajuda e amparo do Governo Federal, que como sempre está atrasado no socorro aos desabrigados”, pontuou o deputado federal.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp