Transporte coletivo municipalizado deve contar com 50 ônibus para atender a damanda

O vereador Silvio Negri (PC do B) acredita que o caminho que será tomado pelo prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) com relação ao transporte coletivo de Rondonópolis, deve ser a municipalização.

Portadores de Fibromialgia poderão ter atendimento preferencial em Rondonópolis
Vereador destaca que tendência é municipalizar o transporte

Na sessão da última quarta-feira (13), Negri disse em discurso, que a estratégia do prefeito Zé Carlos do Pátio para municipalizar será adquirir 25 ônibus para o município e alugar outros 25, completando uma frota de 50 ônibus para atender a demanda do município.

No mês passado, a Câmara aprovou uma autorização de financiamento na ordem de R$ 10 milhões para aquisição de ônibus para um possível processo de municipalização do transporte coletivo.

Negri, por outro lado, destacou que a municipalização, somente deve ocorrer, caso a licitação para o transporte coletivo no consiga avançar a tempo.  A Cidade de Pedra opera em Rondonópolis, por meio de um contrato emergencial, que termina no dia 31 de dezembro. Após essa data, caso não haja solução, a cidade corre o risco de ficar sem transporte coletivo.

No atual contrato as gratuidades como: idosos e estudantes estão sendo subsidiadas pelo município.

A ideia de municipalizar o transporte surgiu diante da dificuldade de licitar o transporte. Pelo menos quatro tentativas frustradas de licitar foram feitas e sem resultados. O município até alterou o edital para tentar atrair mais empresas, no entanto, sem sucesso.

O último processo que tem data prevista para a abertura dos envelopes no dia 19 deste mês, corre risco de não ocorrer, em razão de um questionamento feito pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso.