Servidores do TCE aprendem sobre Plano de Contas e Demonstrações Contábeis

Servidores do TCE aprendem sobre Plano de Contas e Demonstrações Contábeis

A compreensão dos Planos de Contas e as Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público (DCASP) são fundamentais para a qualidade das auditorias sobre receitas e contas de governo, áreas centrais de atuação da Secretaria de Controle Externo de Receita e Governo, dos assessores técnicos de gabinetes dos membros do Tribunal e do Ministério Público de Contas, bem como da Consultoria Jurídica.

A partir dessa premissa, uma turma composta por 60 servidores destas unidades estão participando de uma capacitação completa na área, com o tema “Entendendo o Plano de Contas e as Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público”.

O curso “Entendendo o Plano de Contas e as Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público” terá duração de 32 horas/aulas. Com início nesta segunda-feira (01/07) e previsão de encerramento na próxima quinta-feira (04/07), a capacitação acontece na Escola Superior de Contas. O consultor Paulo Henrique Feijó Silva é o responsável pelo curso.

O objetivo da capacitação, conforme explicou o facilitador, é despertar nos participantes a compreensão plena de que o objeto da contabilidade é o patrimônio, e não apenas o controle do orçamento, conforme estabelece a Lei nº 4.320/64.

“A partir da convergência aos padrões internacionais das demonstrações contábeis no setor público brasileiro, torna-se imperioso que os profissionais que trabalham direta e indiretamente com a contabilidade governamental estejam atualizados com as mudanças introduzidas e aptos a executarem com toda segurança e qualidade o trabalho de auditoria”, salientou Paulo Henrique Feijó.

O curso prevê estudos sobre Estrutura e Funcionamento do PCASP e Controle da Aprovação e Execução da Receita; Controle da Aprovação e Execução da Despesa no PCASP; Superavit Financeiro no PCASP e Consolidação; Demonstrações Contábeis do Setor Público – Balanço Patrimonial (BP) e Demonstrações das Variações Patrimoniais (DVP)”; Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) e Elaboração de Notas Explicativas e Análise das Demonstrações Contábeis.