| Sem dengue | Relatório aponta que Rondonópolis está quatros meses sem registro da doença

ministério da saúde convoca o cidadão para que no novo ano o combate ao mosquito faça parte da rotina

O último Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti – LIRAa, realizado em Rondonópolis pela Vigilância Epidemiológica, apontou que o município está há quatro meses sem casos de dengue confirmados na cidade.

Mesmo com os números em baixa, a atenção deve ser permanente, uma vez que o período de chuva está chegando e os cuidados da população são essenciais para o controle do mosquito que causa a dengue, zika e febre chikungunya.

“As ações de saúde continuam acontecendo, principalmente no início deste período chuvoso. A baixa apresentada no relatório são resultado do trabalho da equipe de saúde nas ruas e da contrapartida da população”, explica a enfermeira, Lizziane Campos Silva.

Até o presente mês foram confirmados 211 casos em Rondonópolis, sendo os primeiros meses do ano, os líderes numéricos. O mês de março foi o campeão de registros, marcando 87 casos, porém após o mês de maio os índices foram zerados.

Prevenção

É importante destacar que para combater o Aedes aegypti é necessária a adoção de uma rotina com medidas simples para eliminar recipientes que possam acumular água parada. Quinze minutos de vistoria são suficientes para manter o ambiente limpo. Pratinhos com vasos de planta, lixeiras, baldes, ralos, calhas, garrafas, pneus e até brinquedos podem ser os vilões e servir de criadouros para as larvas do mosquito. Outras iniciativas de proteção individual também podem complementar a prevenção das doenças, como o uso de repelentes e inseticidas para o ambiente.