Secretários devem ir à Câmara explicar situação financeira de Rondonópolis

Redação Primeira Hora

Redação Primeira Hora

Nota foi assinada por presidente municipal do PSDB

Secretários devem ir à Câmara explicar situação financeira de Rondonópolis

Vereador do PSDB quer saber a real situação financeira e fiscal de Rondonópolis

O vereador subtenente Guinâncio (PSDB) conseguiu apoio majoritário dos colegas de parlamento, em Rondonópolis, e aprovou requerimento, nesta quarta-feira (6), para convocar os secretários de Planejamento e Finanças – Rafael Mandracio Arenhardt e Rodrigo Silveira Lopes, respectivamente – para irem até a Câmara Municipal, no próximo dia 19 de dezembro, onde devem detalhar a situação fiscal e financeira dos caixas da Prefeitura.

O encontro com os parlamentares ocorrerá durante a ordem do dia e tem como objetivo esclarecer pontos conflitantes que vieram à tona, recentemente, em relação a qual seria o tamanho da dívida e dos demais passivos atuais da administração. Em sua justificativa, Guinâncio salienta a pertinência da discussão pela proximidade da votação da LDO e LOA, que minuciarão a aplicação do orçamento de 2024.

A Ordem do Dia ocorre sempre às terças e antecede as discussões da sessão que é realizada na quarta-feira.

Rodrigo responde pela secretaria de finanças
Mandrácio responde pelo planejamento

“É um momento muito sensível e a população tem anseio de saber sobre isso. Temos mais de R$ 2,2 bilhões de orçamento estimado para 2024 e ainda pouca clareza sobre o quanto disso já está comprometido em parcelamentos, dentre outras questões. O que vimos recentemente na mídia deixou claro que existe uma necessidade maior de transparência. Quando o assunto é dinheiro, as pessoas não querem discurso. Querem ter acesso e acompanhar de perto”, comentou.

O parlamentar adiantou já no requerimento algumas das dúvidas que pairam sobre o tema como a gestão da arrecadação local, plano de desenvolvimento sustentável, liquidação dos chamados ‘restos a pagar’ e eventuais reservas financeiras estratégicas. O vereador ainda quer saber como o Município está agindo frente as dívidas atualmente existentes, no sentindo de minimizar os efeitos de juros e outros agregados.

Guinâncio já indicou ainda que é alvo de sua preocupação o equilíbrio com a folha de pagamento dos servidores, questionando antecipadamente se existe a intenção de evitar excessos e otimizar os gastos públicos. Ainda deve ser tema de discussão as pautas sobre fiscalização, relacionamento com inadimplentes e programas para facilitar a quitação de tributos acumulados.

Leia mais sobre o assunto:

https://primeirahora.com.br/prefeitura-de-rondonopolis-paga-antecipadamente-salarios-de-novembro/

+ Acessados

Veja Também