Saúde e educação são principais atuações de Dr. Gimenez

Em seis meses de trabalho parlamentar, o deputado estadual de primeiro mandato somou 152 proposições, a maioria na saúde pública e educação.

Saúde e educação são principais atuações de Dr. Gimenez
Fablicio Rodrigues/ALMT

No primeiro semestre de atuação, o deputado estadual Dr. Gimenez já apresentou 152 proposições à Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Um total de 22 projetos de lei está em tramitação, a maioria na área da saúde, principal bandeira do parlamentar, que é médico com 40 anos de atuação em São José dos Quatro Marcos (310 km da capital).

Buscando atender os anseios dos cidadãos da região oeste, o deputado – que está em seu primeiro mandato – não tem medido esforços. Já somou 103 indicações de melhorias ao governo do estado em áreas como agricultura familiar, educação, saúde, segurança pública e infraestrutura.

“A minha candidatura veio do anseio da população que vem sofrendo com o abandono das inúmeras administrações estaduais e municipais, nesses últimos anos. Quatro Marcos, por exemplo, não elegia um deputado há mais de 30 anos”, afirma Dr. Gimenez, que entrou para a política com a motivação de fazer mais pela sociedade.

Entre os projetos de lei, um dos destaques (Lei nº 686/2019) dispõe sobre a obrigatoriedade de aplicação mínima de 20% sobre os valores arrecadados em multas de trânsito no âmbito estadual do Detran-MT à saúde pública. A proposta é uma tendência nacional, inclusive há um projeto similar tramitando na Câmara Federal e no Senado.

Também fez 103 indicações de melhorias ao governo estadual, entre elas, mais de 40 na área de infraestrutura para a regiões oeste

Foto: ROSE DOMINGUES

“Hoje, grande parte das demandas no atendimento na área, principalmente internações em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), é oriunda de acidentes de trânsito, então nada mais justo do que o órgão de trânsito, responsável por orientar e fiscalizar, contribuir com este custo que tem sido muito alto”, justifica.

O deputado integra 10 comissões, sendo titular de três delas, nas áreas da saúde (duas), educação (quatro) e desenvolvimento regional (quatro). Já conseguiu a instalação de uma câmara setorial voltada ao fortalecimento das organizações do terceiro setor, que trazem a possibilidade de captação de recursos para fazer frente às demandas da população em um momento de crise financeira do estado e das prefeituras.

Na área de infraestrutura, foram apresentadas várias proposições, entre elas, recapeamento, tapa-buracos, sinalização e pavimentação nas rodovias estaduais MTs 175 (Jauru até o entroncamento do Cacho – Mirassol D’Oeste) e 339 (Glória D’Oeste a Quatro Marcos), bem como o asfaltamento da rua Perimetral Norte (também do município de Quatro Marcos).

Já são mais de 40 indicações à região, incluindo Mirassol D’Oeste, Glória D’Oeste, Curvelândia, Araputanga, Indiavaí, Porto Esperidião, Salto do Céu, Jauru e Pontes e Lacerda. Nesse período, Dr. Gimenez tem também tramitado na Casa de Leis 14 moções de aplausos; 5 requerimentos; 3 moções de congratulação; 3 projetos de resolução e duas moções de pesar.

No interior, o gabinete do deputado fez mais de 30 palestras em escolas e outras instituições públicas em temas como bullying, depressão e violência contra mulher

Foto: Rose Domingues Reis / Gabinete do deputado Dr. Gimenez

No interior, o parlamentar tem obtido bons resultados pelas suas ações, voltados prioritariamente a saúde e educação. Foram realizadas pela equipe do interior cerca de 30 palestras em escolas e outras instituições públicas. Os temas são variados, entre eles, bullying, depressão, dicas para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e concursos, em municípios como São José dos Quatro Marcos, Mirassol D’Oeste, Araputanga, Rio Branco e Salto do Céu. “Promover mudanças culturais que impactam na qualidade de vida da população não é algo fácil, mas é sem dúvida uma bandeira importante do meu mandato”, salientou.

Ele também esteve à frente da instalação da Câmara Setorial do Terceiro Setor, que é voltada ao fortalecimento das organizações do terceiro setor. Entre os diversos benefícios, ela traz a possibilidade de captação de recursos para fazer frente a demandas da população em um momento de crise financeira do estado e das prefeituras.

Já na Comissão da Saúde, participou ativamente da visita de várias unidades de saúde pública estadual, em Cáceres, Rondonópolis, Várzea Grande e Cuiabá, como Hospital Adauto Botelho, Cermac e MT-Hemocentro, onde identificou bom atendimento, mas limitação em levar os serviços aos municípios do interior.

Audiência pública realizada em julho reuniu lideranças políticas estaduais, nacionais e municipais, além da cúpula da segurança no estado

Foto: HELDER FARIA / ALMT

“Nosso objetivo é fazer esse acompanhamento, de modo a auxiliar na política de saúde pública estadual, para que ofereça alternativas eficientes e humanizadas à população. Um exemplo é a reforma da Santa Casa de Cuiabá, que o governo pegou uma estrutura defasada e sucateada, mas entregou ao cidadão um ambiente totalmente novo, bonito e moderno. É isso que desejamos para todo o estado”.

Embora não seja a sua principal área de atuação, em razão das inúmeras demandas, realizou, no dia 11 de julho, uma audiência pública voltada para a segurança de fronteira. O evento reuniu lideranças regionais, cúpula de segurança e parlamentares das esferas estadual e federal, como a senadora Selma Arruda (PSL). “Vamos levar todas as demandas ao presidente e ao ministro Sérgio Moro”. O objetivo é diminuir os índices de violência nos 28 municípios da faixa de fronteira, dos quais 23 na região oeste.

Outros projetos de lei:

•    Que obriga hospitais públicos e privados a comunicar às delegacias de polícia sobre agressões físicas a idosos, mulheres, crianças e adolescentes (PL 165/2019);
•    Obriga os hospitais de MT a possuir macas dimensionadas para pessoas obesas (PL n. 165)/2019;
•    Devolução do valor da matrícula nos estabelecimentos privados de ensino superior (PL n. 411/2019);
•    Dispõe sobre a obrigatoriedade de disponibilizar aos pais de alunos acerca de campanhas de vacinação infantil na rede estadual de ensino (PL. n. 297/2019);
•    Estabelece o fornecimento de declaração por escrito ao usuário do SUS quando não houver medicamento nas unidades de saúde do Estado (PL n. 333/2019);
•    Dispõe sobre a destinação de veículos automotores apreendidos, removidos, depositados ou abandonados nos pátios públicos e privados (PL 372/2019);
•    Obriga planos de saúde a informarem sobre exclusão de médicos e hospitais em MT (PL 432/2019);
•    Dispõe da obrigatoriedade dos estabelecimentos comerciais em oferecer gratuitamente EPIs para motociclistas que fazem entregas ou transportes diversos (PL n.491/2019);
•    Dispõe sobre a Semana de Conscientização e Combate à Depressão, com a proposta de conscientizar jovens estudantes das escolas públicas sobre a prevenção da doença (PL n. 356);
•    Institui o Dia Estadual de Prevenção e Combate à Microcefalia (PL 110/2019) e a Semana de Conscientização sobre transtorno de ansiedade generalizada (TAG) no calendário de Mato Grosso (PL 183/2019);
•    Obriga hospitais no Estado a disponibilizarem macas dimensionadas para pessoas obesas (PL 182/2019);
•     Cria a política de diagnóstico e tratamento da depressão na rede pública de saúde (PL 357/2019);
•    Obriga empresas organizadoras de concurso público a possibilitar a remarcação de teste de aptidão física à candidatas grávidas (PL 533/2019).

O projeto de lei 686/2019 dispõe sobre a obrigatoriedade de aplicação mínima de 20% sobre os valores arrecadados em multas de trânsito na saúde pública estadual

Foto: ROSE DOMINGUES

Sobre o deputado

Luís Amilton Gimenez, 67 anos, é médico voltado ao atendimento de crianças e à família. Este é seu primeiro mandato como deputado estadual com base na região oeste de Mato Grosso, onde foi eleito com 12.058 votos nas eleições de 2018. No mês de julho passou por um procedimento médico no coração e teve que se ausentar por cerca de 10 dias, porém, o gabinete em Cuiabá e no interior continuou em plena atividade.