Salles prevê que eleição deste ano será anômala em razão da Covid-19

rogério salles é peça fundamental no jogo de xadrez das eleições de rondonópolis
Ex-prefeito diz que

O ex-prefeito de Rondonópolis, José Rogério Salles (PSDB) prevê uma eleição como anômala, devido à Pandemia da Covid-19. Salles fecha a série de reportagens do Primeira Hora com ex-prefeitos de Rondonópolis.

Ele administrou a cidade entre os anos de 1994 a 1996. Salles assumiu o comando de Rondonópolis em razão da renúncia de Carlos Bezerra que deixou a prefeitura para concorrer ao senado.

Salles destacou que a eleição será anômala em razão que ainda não é possível definir de forma clara os efeitos da Pandemia no processo eleitoral.



Ele, no entanto, argumentou que com as mudanças no calendário e com o pouco tempo para fazer a chamada campanha na rua, os políticos detentores de mandato poderão de certa forma ter vantagem do processo. 

Salles além de ter sido prefeito de Rondonópolis foi governador de Mato Grosso em 2002, quando Dante de Oliveira também renunciou para disputar uma cadeira no senado. ue 

Ele ainda foi vice-prefeito na gestão de Percival Muniz e tentou nas eleições passadas, sem sucesso, buscar a cadeira de prefeito. 

Leia mais sobre o assunto:

Primeira Hora faz série de reportagens sobre eleições 2020 com ex-prefeitos de Rondonópolis