PM identifica boca de urna e irregularidades durante eleição e detém seis pessoas

Foram cinco boletins de ocorrências, com seis pessoas encaminhadas a Casa da Democracia para registros dos fatos, além de 35 chamadas via Ciosp

Foto por: PMMT

Policiais militares intensificaram o trabalho ostensivo em seções eleitorais e identificaram prática de boca de urna, situação de tumulto e transporte irregular de eleitores.

Foram registrados cinco boletins de ocorrências, com seis pessoas encaminhadas à Casa da Democracia para registros dos fatos, além de 35 chamadas via Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp Web), com denúncias de compra de voto e bocas de urna.

Na primeira ocorrência atendida pelos policiais da Base Beira Rio – 1º BPM aconteceu no bairro Jardim Paulista, com três mulheres detidas. A informação passada por moradores apontava uma suspeita praticando boca de urna próximo a Escola Padre Ernesto Camilo Barreto.




Em diligência, a denunciada foi encontrada quando entrava em um veículo GM Onix preto. Dentro do carro estavam mais duas mulheres e, na vistoria foram encontrados materiais gráficos de campanha eleitoral, ficha de eleitores e dinheiro.

Na segunda ocorrência, a equipe do 3º BPM encaminhou dois homens à Casa da Democracia por importunação dos trabalhos eleitorais com tumulto.

Ambos eram delegados de partidos distintos na Escola Quintino de Freitas e já tinham sido advertidos pela coordenação do Tribunal Regional Eleitoral, mas continuavam exaltados e com acusação um contra o outro.

Na terceira ocorrência, atendida pelos policiais do 10º BPM foi identificado transporte ilegal de eleitores, na Escola Maria Tomich, no bairro Ribeirão do Lipa.

A denúncia descrevia que um delegado de partido teria transportado dois eleitores irregularmente. A informação foi confirmada e o denunciado conduzido.