Paulo Gustavo morre aos 42 anos, vítima da Covid-19

O humorista foi internado no dia 13 de março em um hospital no Rio de Janeiro; ele foi submetido a um novo tratamento com auxílio de um 'pulmão artificial', a ECMO, mas não resistiu

Foto: Reprodução

Na segunda-feira (3), a assessoria de imprensa do ator chegou a emitiram um boletim médico informando sobre a piora do quadro do ator, que desenvolveu uma embolia pulmonar com graves complicações.

Já mais cedo na terça-feira (4), um novo comunicado afirmava que “após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante. Apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes.”

Segundo informações da assessoria, o ator chegou a acordar e interagir com o marido, Thales Bretas, com quem tem dois filhos, Romeu e Gael, no domingo (2).

Pulmão artificial – ECMO

No dia 2 de abril, o humorista foi submetido a um novo tratamento com auxílio de um ‘pulmão artificial’, a ECMO. A internação de Paulo causou comoção nas redes sociais e amigos como Tatá Werneck, Monica Martelli, Carolina Dieckmann, Preta Gil, Cleo, entre outras inúmeras celebridades, pediram orações pelo ator ao longo de sua internação, assim como seu marido, Thales Bretas, sua mãe, Déa Lúcia, e a irmã, Ju Amaral.

No dia 7 de abril, a família e os amigos de Paulo começaram uma campanha para pedir doações de sangue, já que o ator recebeu transfusões com o uso da ECMO.

Nascido em Niterói, no Rio de Janeiro, o comediante se formou em interpretação na Casa das Artes de Laranjerias, na capital fluminense. Ele ganhou visibilidade em 2004 com a peça Surto. Na TV, Paulo Gustavo teve papéis em Prova de AmorMinha Nada Mole Vida e A Diarista em 2006. No ano seguinte, ele viveu o Delegado Lupicínio em Sítio do Picapau Amarelo.

Mas foi em 2011, atuando ao lado de Lilia Cabral em Divã, que ganhou destaque nacional. No mesmo ano, estreou o programa 220 Volts, um de seus maiores sucessos da carreira. Diretor e roteirista, Paulo se consagrou com monólogo Minha Mãe É Uma Peça, em que interpretou a própria mãe, Dona Hermínia. A peça virou filme em 2013. No mesmo ano, Paulo Gustavo estreou a primeira temporada do programa de comédia Vai Que Cola, no Multishow, que foi ao ar até 2020.

No cinema, Paulo Gustavo atuou também em Xuxa em O Mistéiro de Feiurinha (2009), Os Homens São de Marte (2014), Fala Sério, Mãe! (2017), Minha Vida em Marte (2018), além dos três filmes de Minha Mãe É Uma Peça (2013, 2016 e 2019).

Casamento e paternidade

Paulo e Thales se casaram no dia 20 de dezembro de 2015 em uma cerimônia realizada no Parque Lage, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ao contrário das celebrações de muitos famosos, o evento foi cercado de mistérios e não houve nenhuma foto da união divulgada. A animação ficou por conta de Anitta, que levou seu Show das Poderosas para a festa.

Os dois tiveram os gêmeos Gael e Romeu em agosto de 2019. Os meninos nasceram por meio de barriga de aluguel nos Estados Unidos. Romeu nasceu algumas semanas antes do irmão, e saiu da UTI três dias antes de Gael vir ao mundo.

Sobre a paternidade, Paulo brincou ao Fantástico. “É uma delícia, mas eu estou virando Dona Hermínia já, né?”.

Sucesso nos palcos e nos cinemas

Minha Mãe é uma Peça fez um estrondoso sucesso nos palcos e ganhou também os cinemas. Na história, ele vive Dona Hermínia, inspirada em sua própria mãe. É a mãe superprotetora de Marcelina (Mariana Xavier) e Juliano (Rodrigo Pandolfo), que fez muita gente se identificar por conta do comportamento dramalhão, espalhafatoso e sincerão da mãe mais famosa da ficção.

Na telona, a trilogia conquistou uma bilheteria impressionante. De acordo com o site Box Office Mojo, Minha Mãe é uma Peça: O Filme (2013) arrecadou mais de 126 milhões de reais. Suas sequências foram ainda mais bem-sucedidas: Minha Mãe é uma Peça 2 (2016) embolsou mais de 226 milhões de reais e Minha Mãe é uma Peça 3 (2019) levou mais de 198 milhões de reais. Os três filmes da saga levaram mais de 30 milhões de brasileiros aos cinemas!