Pacientes agradecem governador por cirurgia: “Foram cinco anos de espera”

Primeira Hora

Primeira Hora

Governador Mauro Mendes vistoria antigo Pronto-Socorro de Cuiabá. Crédito - Mayke Toscano/Secom-MT

Pacientes agradecem governador por cirurgia: “Foram cinco anos de espera”

Os pacientes beneficiados pelo mutirão de cirurgias do antigo Pronto-Socorro de Cuiabá agradeceram o governador Mauro Mendes pela ação realizada pelo Gabinete de Intervenção do Estado – que está comandando a Saúde da Capital.

Mauro vistoriou a unidade na manhã deste sábado (27.05) e conferiu o andamento do mutirão, cuja meta é de realizar 150 cirurgias por semana. Estão sendo feitas cirurgias eletivas de retirada de vesícula, de hérnia, histerectomia, vasectomia e laqueadura.

O varzea-grandense Osvaldo Abage Delfino aguarda a cirurgia há mais de dois anos e agora finalmente poderá operar.

“O governador resolveu a situação mesmo, graças a Deus! Ele bota a mão em cima do trem e resolve. Isso é muito importante, e traz o bem para todos nós mato-grossenses. É pensar no próximo, no ser humano. Há quanto tempo as pessoas esperavam, morrendo na fila, né?”, relatou.

Quem também estava há anos aguardando a cirurgia era a cuiabana Isidoria de Oliveira França. Ela agora irá refazer os exames e já agendar o procedimento para retirada de uma pedra na vesícula.

“Eu tinha 79 anos quando entrei na fila e hoje estou com 84. São cinco anos esperando por isso. Eles falaram que iam ligar, e nunca aconteceu. Então isso foi muito bom porque agora a gente tem essa certeza que vai acontecer”, relatou.

Para o governador Mauro Mendes, o resultado da intervenção e do mutirão de cirurgias é “extremamente positivo”.

“Só hoje estão sendo feitas 31 cirurgias. Há mais de 60 pessoas passando pelo risco cirúrgico para agendamento das cirurgias nas próximas semanas. Nós já ultrapassamos 500 cirurgias e estou muito feliz com essa ação”, afirmou.

Para Mauro, mais do que uma ação de gestão, as cirurgias salvam vidas e minimizam as dores de quem precisa dos procedimentos.

“É muito dolorido você ver o sofrimento, a dor que essas pessoas foram submetidas por aguardar tanto tempo, anos até, para cirurgias simples, que podem ser feitas em um dia e no outro dia já ir para casa. E agora estamos conseguindo fazer os procedimentos até em pacientes que aguardam há poucos meses”, completou.

Também acompanharam a vistoria: a senadora Margareth Buzetti; os deputados federais Fabio Garcia e Abílio Brunini; os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil) e Laice Souza (Comunicação); os vereadores Dilemário Alencar, Michelly Alencar, Sargento Joelson e Denilson Nogueira; a interventora Danielle Carmona e o co-interventor Hugo Lima.

Retomada de cirurgias

Desde o início da intervenção do Estado na Saúde de Cuiabá, houve aumento de 50% nas cirurgias eletivas e de urgência nos três hospitais municipais.

O maior avanço foi no Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá (HPSMC), que retomou a realização de cirurgias eletivas em 10 de abril depois de mais de quatro meses de suspensão, e está fazendo mutirões de cirurgias. 

Foram realizados 1.915 procedimentos cirúrgicos em 70 dias de intervenção, com esforço em curto prazo para a ampliação no quadro de médicos, abastecimento de medicamentos e insumos e reativação de leitos hospitalares. Nos 70 dias anteriores à intervenção tinham sido 1.281 procedimentos cirúrgicos.

No Pronto Socorro de Cuiabá foram realizadas 503 cirurgias durante a intervenção e, nos 70 dias anteriores, de 4 de janeiro de 2023 a 14 de março de 2023, foram apenas 54 procedimentos de urgência.

A divulgação de canais de atendimento da Central de Regulação também contribuiu com o aumento de cerca 80% na procura por agendamentos. 

Os pacientes que estiverem aguardando procedimentos e quiserem consultar o andamento podem entrar em contato pelos telefones: (65) 3614-5561 ou pelo WhatsAPP nos números (65) 3614-5548 ou (65) 3614-5558.

+ Acessados

Veja Também