Obra segue evoluindo e Parque Ecológico Escondidinho vai ganhando forma

Assessoria

Localizado no bairro Pedra 90, o Parque Ecológico do Escondidinho está, gradativamente, tomando forma. Com a construtora contratada pela Prefeitura de Rondonópolis atuando em diferentes frentes de trabalho, a obra segue evoluindo e o local vai adquirindo novos aspectos e caminhando para a transformação em um espaço de lazer, de práticas de atividades físicas, de convivência e de contato com a natureza à população, em especial moradora da grande região Salmen, que engloba, além do Pedra 90, bairros como Vila Olinda, Parque Universitário, Jardim Ana Carla, Parque Universitário, Rui Barbosa entre outros.

O futuro parque contará com pista de caminhada, quiosques, quadras poliesportivas, pista de skate, campo de areia, bosque, mirante, jardinagem, mesas e bancos. O projeto também contempla a reurbanização do entorno.

“As obras do Parque Ecológico do Escondidinho estão evoluindo bem, já se encontrando num estágio avançado”, informou o fiscal da obra, o engenheiro civil José Gilmar Soares Junior. “Os serviços mais complexos já foram feitos”, completou.

Após a conclusão de uma de suas principais atrações: o mirante de madeira, assim como a passarela de acesso ao local que dará uma vista privilegiada da área, equipes da construtora estão trabalhando à conclusão da pista de caminhada de mais de quatro mil metros quadrados e, também, na estrutura da parte elétrica, com a colocação de postes.

“Nesta sexta-feira (18) iniciou a colocação da tela do alambrado que cerca todo o Parque”. Os recursos investidos no local são frutos de convênio com o Ministério do Turismo, via Caixa Econômica Federal (CEF),

Com a obra estimada em R$ 5.290.680,33, o espaço localizado às margens do córrego Escondidinho integrará lazer, bem-estar e proteção ambiental e faz parte do pacote de parques elaborado pela gestão municipal, entre eles o Parque das Mangueiras, Parque Encontro das Águas Lamartine da Nóbrega e Parque Natural Municipal de Rondonópolis.