Novos vereadores de Rondonópolis podem ficar sem assessores

falta de médicos no inss preocupa vereadores

Os 13 novos vereadores eleitos para o mandato que começa no dia 1 de Janeiro de 2021 correm o risco de entrarem na Câmara, sem ter direito a assessores. O motivo é que devido a uma ação judicial proposta pelo Ministério Público, o Poder Legislativo local está proibido a fazer contratação de servidores comissionados, enquanto não for realizado.

Desta forma, o próximo presidente do Poder Legislativo, estará impedido de contratar novos servidores, a não ser via concurso público.

No entanto, não há na decisão da justiça, pedido para exonerar os atuais servidores de gabinetes da Câmara.




Nos bastidores, alguns parlamentares novos estão propondo permuta de servidores, com os antigos que perderam os mandados.

A atual mesa diretora, por outro lado, deve tentar na Justiça um pedido para tentar reverter a situação.