Museu Casa Dom Aquino aborda transformações socioambientais no rio Cuiabá

Ação educativa discute como o modo de vida de um povo interfere no meio ambiente, abordagem definida como linha da Educação Patrimonial.

Museu Casa Dom Aquino aborda transformações socioambientais no rio Cuiabá
Museu de História Natural Casa Dom Aquino, em Cuiabá - Foto por: Ahmad Jarrah | Secel MT

‘Vida e Rio & Rio e Vida’, não à toa, foi o nome escolhido para a oficina ministrada esta semana no Museu de História Natural Casa Dom Aquino, localizado em uma privilegiada área verde às margens do Rio Cuiabá. A primeira ação do ano, voltada ao ensino de técnicas para a gestão e conservação de bacias hidrográficas, aproveitou o espaço geográfico para promover uma reflexão sobre como o modo de vida de um povo interfere no ambiente, e como a transformação cultural muda o curso da história.

A abordagem integra a linha da Educação Patrimonial, definida assim pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: “Todas as vezes que as pessoas se reúnem para construir e dividir conhecimentos, investigar para conhecer melhor, entender e transformar a realidade que as cerca estão realizando uma ação educativa. Quando tudo isso é feito levando em conta algo relativo ao patrimônio cultural, então trata-se de Educação Patrimonial”.

A sensibilização funcionou com Alice Marques de Silva, professora de Geografia da Escola Estadual Leônidas Antero de Matos, no CPA 3, que saiu motivada a usar as técnicas para melhorar o ambiente da instituição onde trabalha.

“Quero mobilizar estudantes e servidores para modificar o espaço onde convivemos. Ações simples podem ser adotadas, como a correta destinação dos resíduos sólidos, introdução de uma horta e diminuição do consumo de água”.

Ela, que desconhecia a existência do Museu, ficou impressionada com o espaço e pretende voltar. “Quero trazer meus alunos e promover ações educativas voltadas ao meio ambiente”.

A oficina ‘Vida e Rio & Rio e Vida’ foi realizada entre os dias 29 e 31 de janeiro, e inicia as atividades do plano de trabalho de 2019. Contou com 30 participantes, entre estudantes universitários, professores de graduação e ensino médio, além de profissionais do turismo.

Para as professoras doutoras Onélia Carmem Rossetto e Nely Tocantins, criadoras do projeto e pesquisadoras do Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (Ecoss), além de conscientizar sobre a conservação do meio ambiente, iniciativas como esta são importantes para mostrar as instituições museológicas como organismos vivos, onde conhecimentos são compartilhados e há reflexão sobre o rumo que a cultura dá ao futuro de todos.

Professora doutora Onélia Carmem Rossetto é uma das criadoras do projeto que busca sensibilização para questões socioambientais por meio dos museus

“A oficina surgiu da necessidade de utilizar melhor o espaço geográfico inserido no Museu, que está localizado na bacia do rio Cuiabá, e é uma demonstração da cultura das pessoas que viveram aqui no século 18, assim como mostra as transformações dessa cultura no decorrer dos tempos. A Casa Dom Aquino e toda infraestrutura dessa ocupação urbana está permanente no leito do rio, que passa nos fundos. Fizemos um percurso por fora e fomos acompanhando o modo de vida e a transformação dessa cultura, imaginando o cenário do passado e vendo como está a região hoje”, explica Carmem.

Nesse sentido, ela destaca que o espaço onde está inserido o museu foi aproveitado para trabalhar questões socioambientais, nas quais a cultura é uma das dimensões do desenvolvimento sustentável. “Quando muda a cultura de um povo, muda a forma de uso dos elementos da natureza. O Rio Cuiabá faz parte da cultura dos povos dessa região, o rio sempre esteve aqui, mas muda a forma como as pessoas se relacionam com o rio”.

Para a estudante de Geografia Gabriela Matos Santiago, a discussão e as técnicas apresentadas serão fundamentais para a vida acadêmica. “Dentro das atividades pedagógicas, visitamos comunidades para fazer levantamento socioambiental. Vou usar o que aprendi nos diagnósticos e prognósticos. Sabendo o que e como perguntar, muda a forma de olhar e entender a partir da perspectiva do outro”.

Serviço

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), em funcionamento sob gestão compartilhada com o Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (Ecoss). Está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Jardim Europa, Cuiabá. Está aberto ao público de terça-feira a domingo, das 9h às 18h, sempre com entrada franca.