MDB pode ir para disputa em Rondonópolis com racha interno

Bezerra acredita que MDB deve ter quatro cadeiras na Câmara Federal
Bezerra vai ter que apaziguar os ânimos no partido



Tudo indica que o MDB de Rondonópolis deverá entrar na disputa eleitoral deste ano rachado, o motivo é que internamente o partido está dividido em dois grupos: um que defende que a sigla seja oposição ao prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) e lance candidatura própria ou defenda um grupo que tenha um projeto longe do atual prefeito e outro que trabalha para justamente ao contrário para que o partido faça parte do arco de alianças do prefeito.

No primeiro grupo está a cúpula municipal do partido, leia-se o deputado Thiago Silva que preside a sigla em Rondonópolis. Nesta linha está a ex-deputada Teté Bezerra que defende o não alinhamento com o atual prefeito.

No outro lado estão o presidente da Câmara, Cláudio da Farmácia, e o vereador Adonias Fernandes que querem o partido no projeto de reeleição do prefeito.

Os dois defendem ainda que a sigla lance o vice do Pátio nas eleições de outubro.

Pelo que se comenta nos bastidores, ambos os grupos não vão abrir mão das suas posições e a sigla realmente corre risco de disputar a eleição deste ano rachado.

Quem terá a missão de resolver esse problema é o presidente regional do partido, o deputado federal Carlos Bezerra.