Inep divulga gabarito das provas de reaplicação do Enem 2020

Resultado do exame será divulgado em 29 de março

Participantes da reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem ter uma noção do desempenho por meio do gabarito divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O exame, que foi reaplicado nos dias 23 e 24 de fevereiro, terá seu resultado final divulgado em 29 de março.

As respostas oficiais podem ser conferidas portal do Inep. É importante destacar que, mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota do exame, pois as provas são corrigidas com base na chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva em consideração, entre outros fatores, a coerência de cada estudante na própria prova.

A prova teve uma questão de Ciências da Natureza anulada. O número da questão varia de acordo com a cor do caderno de prova. Trata-se da questão 133 do caderno 8, de cor rosa; e do caderno 11, de cor laranja; questão 96 do caderno 7, azul; 107 do caderno 6, cinza; e 135 do caderno 5, amarelo. Ao conferir os gabaritos, o Inep orienta que os estudantes se atentem ao número e à cor da prova que fizeram.




Após o Enem impresso regular e o Enem digital, a reaplicação foi a terceira e última rodada de aplicação da prova. Puderam fazer a reaplicação do exame candidatos de todo o estado do Amazonas e nas cidades de Espigão D’Oeste e Rolim de Moura, ambos de Rondônia. Nesses locais, a aplicação regular foi suspensa por conta do agravamento da pandemia de Covid-19.

O exame foi reaplicado, também, para os estudantes que tiveram problemas logísticos na primeira aplicação, como falta de luz no local de prova, ou que apresentaram sintomas da Covid-19 ou outra doença infectocontagiosa. Os adultos privados de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) também realizaram a prova.

As notas do Enem poderão ser usadas para ingressar no ensino superior e para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

*Com informações da Agência Brasil