Inbound Marketing: o que é e como aplicar essa ferramenta?

O Inbound Marketing – em tradução livre “marketing de atração” – é uma das ferramentas mais eficazes dentro do universo gigantesco e cheio de termos e conceitos que é o marketing digital em si.

Isso porque com ações corretas e inteligentes de Inbound é possível diminuir custos com publicidade e marketing, fortalecer a imagem de uma marca e ainda aumentar a margem de lucro com as vendas conquistadas.

Mas, afinal, o que de fato é o Inbound Marketing e como usar essa ferramenta nos dias atuais?

Inbound Marketing – o que é?

O Inbound Marketing é um termo que surgiu por volta do ano de 2009 graças ao livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, de Brian Halligan e Dharmesh Shah, e se espalhou ao redor do mundo, juntamente, com necessidade de transformação do marketing tradicional para conseguir alcançar a era digital.

O Inbound Marketing reflete exatamente o que seu nome anuncia: atração! Ou seja, uma empresa ou marca usa de ferramentas e estratégias para atrair um público-alvo (e possível cliente) específico, mas sem usar mecanismos de vendas diretas.

No marketing de atração a venda em si não é o foco primordial, nele o importante é chamar a atenção do público usando conteúdos relevantes e criativos que façam com que a sua marca se torne um ponto de referência sobre um assunto X.

Para conseguir colocar em prática tal estratégia é necessário que a empresa invista em um blog ou fanpage atraente, funcional, simples de ser lido e compreendido e que seja abastecido com regularidade.

Atrair, converter, relacionar, vender e analisar!

O Inbound Marketing segue um caminho e, para que o resultado final dê certo de fato, é essencial passar por cada etapa desse percurso. E elas são:

Atrair – Ao invés de correr atrás do cliente em potencial a marca atrai a atenção desse mesmo cliente espontaneamente por meio de canais que ofereçam conteúdos interessantes. E para tal, são usadas algumas ferramentas: blog, SEO, redes sociais e até mesmo os polêmicos, porém, não dispensáveis links patrocinados. Isso tudo é usado para transformar um simples visitante em Lead.

Converter – A conversão se dá da seguinte forma: o visitante/lead consome o conteúdo criado e repassa esse conteúdo adiante. Além disso, uma conversão de sucesso se dá quando o cliente em potencial utiliza de todos os mecanismos usados na página. Seja curtindo, compartilhando, clicando em links estrategicamente adicionados ao longo da página e, claro, convertendo toda a ação para que ela no final se transforme em uma venda.

Relacionar – Ao investir em marketing digital e no Inbound é preciso ter em mente que o seu cliente não estará disposto a realizar uma compra em todos os momentos. Mas isso não significa que não devemos trabalhar e investir no estreitamento do relacionamento entre cliente e empresa. Logo, é preciso persistir em estratégias inteligentes e, de maneira indireta, sempre se mostrar presente no dia a dia desse consumidor com: Newsletter, e-mail marketing e com o envio de promoções personalizadas.

Vender – A venda é o ponto chave de todo o processo que percorre o Inbound Marketing, quando o lead se sente pronto para realizar a compra é a pista para quem está no comando de toda a estratégia de que trabalho planejado está no caminho certo. E, com isso, é possível traçar perfis concretos do tipo de público que a sua marca atrai; o que esse público busca; e em média quanto tempo ele leva – além do caminho que percorre – para realizar uma compra. A venda não é o ponto final do Inbound, mas sim o termômetro que irá indicar o que precisa ser potencializado ou ajustado.

Analisar – O Marketing Digital, assim como o tradicional, vive de dados, estratégias, análises de métricas e resultados. A etapa final do conjunto de ações de um bom Inbound é justamente a análise de tudo que foi realizado e conquistado. Quantas posições a página/site/blog conseguiu subir, quanto foi investido em links patrocinados, quantas visitas foram convertidas em leads e vendas, qual o engajamento alcançado e como o público-alvo se comporta diante do que a marca vem apresentando!

Inbound Marketing X Marketing de Conteúdo

Muitas pessoas confundem ou não sabem diferenciar o Inbound Marketing do Marketing de conteúdo. Na realidade o segundo é uma ferramenta do primeiro, ou seja, o Inbound é uma estratégia do marketing digital, já o Marketing de conteúdo é o combustível que faz a roda girar.

Logo, o marketing de conteúdo é literalmente: o artigo, o e-book ou o social post produzido com a intenção de informar, educar ou apenas entreter o seu cliente em potencial. Um depende do outro diretamente para existir.

Principais áreas onde o Inbound Marketing é aplicado com eficácia!

O Inbound Marketing pode e deve ser aplicado em quaisquer nichos e mercados, porém, há duas áreas onde ele se destaca com força e eficácia e onde o marketing de conteúdo faz toda a diferença:

Saúde

O universo que envolve saúde, bem-estar e fitness é um dos que mais se beneficiam do marketing de conteúdo para conversão de leads em clientes em potencial. Isso porque o ser humano tem uma curiosidade natural em obter conhecimento, dicas e informações sobre tudo que envolve o corpo humano.

Marketing

A necessidade de profissionais, empresas e estudantes em se adaptar as novas estratégias, novidades e nomenclaturas faz com que muitas empresas que atuam no mercado de publicidade e marketing usem do seu conhecimento diário para fazer delas próprias seus maiores cases de sucesso! Por isso, muitas agências e até mesmo startups usam de forma inteligente do Inbound Marketing para atrair seus clientes.

Conclusão

Hoje, uma empresa seja ela pequena, média ou grande precisa ter uma boa imagem online. Não há mais como sobreviver no mercado sem estratégias e ações inteligentes de marketing digital e, isso é um fato claro.

No entanto, para quem deseja se destacar no meio da multidão e não deseja ver sua margem de lucro e expansão subir a passos de formiguinha necessita compreender que o cliente atual quer mais do que simplesmente comprar um produto ou serviço.

Ou seja, o consumidor da era digital quer ser bem informado, quer ter a certeza que a empresa que ele segue, compra ou utiliza um serviço pensa além do lucro pelo lucro, mas se importa em compartilhar informação e entretenimento por meio de conteúdos relevantes, de fácil compreensão e com fontes seguras.

Investir em Inbound Marketing é garantir que nasça um laço forte entre empresa e cliente. É preciso compreender que tornar-se referência é o caminho mais seguro e garantido para chegar ao topo da concorrência.

E, então, como anda o Inbound Marketing da sua empresa? Quantos acessos que chegam ao sei site, blog ou redes sociais a sua empresa conseguiu converter em vendas e quantos “likes” vocês têm conquistado nos últimos meses?

Sua marca é um case de sucesso usando estratégias de Inbound Marketing? Compartilhe conosco como o Inbound Marketing transformou a sua empresa!

Silvana Marques – SEO
E-mail: [email protected]
Site: https://outz.com.br/