Escola de Apiacás desenvolve projeto de prevenção à gravidez na adolescência

Escola de Apiacás desenvolve projeto de prevenção à gravidez na adolescência
O trabalho prático deixou os alunos empolgados - Foto por: Divulgação

A Escola Estadual Vinícius de Moraes, localizada no município de Apiacás (a 1.010 quilômetros de Cuiabá), desenvolveu o Projeto de Prevenção da Gravidez na Adolescência, que teve a participação de 75 alunos, do 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio. O Projeto contou com ciclo de palestras e atividades voltadas para o tema tendo a participação de uma psicóloga e duas enfermeiras.

Elaborado com palestras e questionários e atividades práticas, o projeto contou com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Apiacás, que disponibilizou as enfermeiras e a psicóloga. O encerramento do projeto ocorreu na sexta-feira (07.06).

Segundo a diretora da escola, Jaqueline Marrafão, o projeto surgiu após a equipe gestora observar o número de adolescentes grávidas na escola, em especial nas turmas do ensino médio. “Diante do cenário, fizemos uma parceria com a Secretaria de Saúde e iniciamos o projeto, cujo resultado foi o melhor possível”, frisa.

A diretora e o coordenador pedagógico, professor Onivar Moura Paz, relatam que o projeto teve sua primeira edição em 2018. Diante das avaliações positivas de alunos e professores, o mesmo foi aprimorado e inserido no Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola para anos posteriores.

A diretora explica que, neste ano, o projeto se iniciou com um ciclo de palestras da psicóloga Priscila Lima Pinheiro, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do município, que enfocou a gravidez precoce. Em seguida, aplicou questionário sobre os sonhos e objetivos que os adolescentes têm para suas vidas.

Na sequência, as enfermeiras Bruna Baumann e Caroline Torres realizaram palestras referentes ao corpo humano, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e métodos contraceptivos.

“Em um terceiro momento a psicóloga retorna para a escola para terminar a atividade prática realizada com os alunos, e observar os relatos frente às dificuldades que tiveram. Os alunos gostaram muito, pois tiraram suas dúvidas com profissionais capacitados para o assunto”, ressalta a diretora.

De acordo com a professora Ana Tiele Nascimento, o ciclo de palestras foi de suma importância para os alunos, pois trouxe informações novas e eles tiraram também suas dúvidas sobre o tema, enfocando nas consequências de uma gravidez precoce.

Para o decorrer do ano de 2019, a escola ainda trabalhará temas como bullying e prevenção às drogas.

Responsabilidade

Como parte do trabalho prático, os alunos deveriam cuidar de um objeto, com o máximo de carinho e cuidado. O escolhido foi um ovo cru. Todos tinham a responsabilidade de levar este objeto a todos os lugares no período de uma semana. A diretora lembra que, no momento final, faltavam vários ovos, muitos quebrados.

“O ovo é um objeto frágil que precisava de um cuidado especial, assim como a gente tem que ter conosco. O que cada um fez com ele para não quebrá-lo, foi o foco da socialização. Cada um relatou sua experiência. Isso foi muito importante para todos”, ressalta a diretora.