ESCALADA POLÍTICA: Fávaro pode assumir vice-liderança de Bolsonaro no Senado após escândalo da cueca

Segundo reportagem publicada pela Revista Veja, o senador mato-grossense Carlos Fávaro pode assumir a vice-liderança do governo Bolsonaro no Senado Federal. Se confirmada a escalada política, ele substituirá o então detentor do posto, Chico Rodrigues, preso na semana passada pela Polícia Federal com R$ 30 escondidos na cueca.

Fávaro, segundo apurado pela imprensa cuiabana, interrompeu temporariamente sua campanha eleitoral –ele concorre a cargo do Senado, desta vez pelo voto, já que há 187 dias assumiu a vaga deixada pela ex-juíza Selma Arruda, cassada por abuso de poder econômico e caixa 2- e viajou à Brasília. Inicialmente, a agenda prevê a participação na sabatina de Kassio Marques, indicado por Bolsonaro para ocupar cadeira do ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF).

Nos bastidores, comenta-se que a visita será produtiva também para conversas sobre a alçada política de Fávaro a vice-líder do Governo. Ainda segundo a imprensa da capital do Estado, ele foi sondado por conta da sua boa relação com o ministro Luiz Eduardo Ramos, da secretaria de Estado de Governo. Além disso, o senador tem grande destaque dentro do PSD e estaria sendo visto pelo governo como leal as pautas do Executivo.