Chris Evans revela quase ter recusado papel de Capitão América

Ator contou ter recusado convites para testes diversas vezes por conta de ataques de pânico

Chris Evans: adeus ao Capitão América (Foto: Divulgação)

Chris Evans revelou quase ter perdido a chance de fazer parte do gigantesco universo Marvel. Isso porque ele chegou a recusar convites para fazer o teste para o papel de Capitão América diversas vezes.

Em papo com o The Hollywood Reporter, o ator revelou que começou a ter ataques de pânico por volta de 2007, quando ainda fazia parte da franquia O Quarteto Fantástico. Mais tarde, em 2010, ele começou a ter pequenos ataques dentro dos sets de filmagem.

“Eu comecei a pensar ‘ Eu não tenho certeza se esse negócio de atuação é realmente certo para mim, não sei se estou me sentindo tão saudável quanto deveria'”, afirmou no podcast.

A ansiedade de assinar um contrato que incluiam novo filmes e a certeza de que seria um grande sucesso foi o que quase o fizeram não aceitar o papel como Capitão América.

Chris afirma ter negado convites para fazer testes para o personagem diversas vezes, mesmo após o salário aumentar e o contrato ser reduzido para seis ao invés de nove filmes.

Mesmo assim, Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, pulou todos os testes e ofereceu o papel diretamente para Chris, o que o fez repensar após conversar com o ator Robert Downey Jr, assessorado pelo mesmo agente.

“Foi a melhor decisão que eu já fiz e eu devo tudo ao Kevin [Feige] por ser tão insistente e e me impedir de cometer um grande erro. Sendo bem sincero, todas as coisas que eu temia nunca chegaram a acontecer”.

Até hoje, Chris já participu de 11 filmes do universo Marvel dando vida ao Capitão América.