Case de sucesso do cooperativismo é apresentado em palestra para colaboradores

Case de sucesso do cooperativismo é apresentado em palestra para colaboradores
O presidente do Sicoob Saromcred, João Carlos Leite, mais conhecido como Joãozinho da Canastra, encantou o público com seu “mineirês” e a bela história da criação da cooperativa localizada na pequena cidade de São Roque de Minas.
A singular é uma das mais pujantes economicamente dentro do Sistema e tem uma atuação muito forte na comunidade local com ações voltadas à educação. Essa verdadeira odisseia foi detalhada na palestra “O Cooperativismo de Crédito como agente de desenvolvimento local”, que o empreendedor proferiu nesta terça-feira para empregados das cooperativas ligadas à Central MT/MS.

Ele revelou como um pequeno grupo de pessoas que não possuía conhecimento algum de cooperativismo conseguiu criar a própria instituição financeira, em 1991. A ação conseguiu acabar com um movimento forte de êxodo e decadência da cidade, dando origem a um dos mais emblemáticos cases de sucesso do Sicoob no país, com consequências para vários outros municípios da região da Serra da Canastra.

“Se fizesse um estudo preliminar de criação de uma cooperativa ninguém assinaria embaixo. Tanto é que nós viramos case de tese de mestrado, doutorado para tentar entender. A única explicação é a força, a união. Essa união nasceu porque não tinha outra alternativa, era aquilo ou nada”, conta Joãozinho. “Claro, procuramos estudar o assunto, fazer tudo com pensamento de que o que estávamos fazendo iria beneficiar a maioria. Foi pensado na comunidade, na coletividade. Ela percebeu, sentiu e aderiu”, frisa.

O Sicoob Saromcred foi além e decidiu que iria trabalhar para garantir a perenidade do negócio. “Nós criamos, mas se não plantarmos uma nova semente, quem é que vai zelar disso aqui? Hoje já se pode projetar: daqui a tanto tempo vamos estar com essa estrutura. E aí? Quem vai cuidar disso?  Vamos entregar para os outros ou vamos cuidar nós mesmos?”, lembra.

Foi quando o Sicoob Saromcred decidiu investir não só numa cooperativa educacional, mas auxiliar também educação pública na cidade. “Nós arrumamos um jeito de sermos amigos da escola, de ajudar as escolas públicas. Tem dado um resultado muito bom. Inclusive está previsto em lei em São Roque. Pode trocar de prefeito que essa metodologia tem que ser obrigatória”, comemora.

Entre os presentes que se encantaram com a história estava Junior José Rossetto, gerente de pessoa jurídica na agência de Guarantã do Norte do Sicoob Norte MT. “É muito interessante todos os colaboradores saberem da história, a origem, a luta para criar a cooperativa, tirando um pouco da fatia do mercado financeiro e trazendo para o cooperativismo”, enaltece. “É de suma importância essa palestra porque deixa a gente muito mais animado com o sistema”, finaliza.

Mesmo já conhecendo o trabalho de Joãozinho da Canastra, o associado Wilson José da Silva, que foi presidente do antigo Sicoob Coopertec, se emocionou com a palestra. “É muito motivador para as pessoas verem que, se a gente quiser, a gente consegue. Essa é a diferença. E o cooperativismo é isso, é feito de pessoas que acreditam e sabem que, se levarem a sério esse trabalho, vão conseguir não mudar o mundo, mas melhorar a condição de vida de muitas pessoas. E isso é fato, é real”, valoriza.

Para Wilson, a tendência é só crescer. “Não tem mais como mudar isso. Tanto que o cooperativismo está crescendo muito no Brasil por conta da importância que ele tem, da capilaridade, da forma como consegue participar de comunidades pequenas e realmente contribuir para o crescimento delas”, projeta o cooperado. “Essa palestra do João é maravilhosa porque foi uma coisa que eles viveram e vivem. E a gente vê, depois de toda essa dificuldade, a maravilha que é hoje e que pode melhorar mais ainda futuramente”, finaliza.