Campanha arrecada fraldas geriátricas em alusão ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

Doações podem ser feitas até o dia 20 de dezembro no Palácio Paiaguás, e sedes da PM e Corpo de Bombeiros em todo o estado

Secretário Mauro Carvalho participa do lançamento da campanha de arrecadação de fraldas geriátricas infato-juvenil e adulto. - Foto por: Michel Alvim - SECOM/MT

Em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, comemorado no dia 3 de dezembro, o Governo do Estado realiza uma campanha para a arrecadação de fraldas geriátricas, que serão doadas para o Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac) para destinar ao público que recebe atendimento especializado. A campanha foi lançada na manhã desta quinta-feira (03.12), no Palácio Paiaguás.

A iniciativa faz parte do programa SER Inclusivo, da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (UNAF), uma ação liderada pela primeira-dama Virginia Mendes, focada na inclusão social das pessoas com deficiência.

A campanha vai até o dia 20 de dezembro. Os locais de doação são: a superintendência da Pessoa com Deficiência, localizada no Palácio Paiaguás, as unidades da Polícia Militar de Mato Grosso (PM-MT) e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT).




“Essa campanha de doação de fraldas é realmente um ato de solidariedade, um ato de amor, e eu convoco toda a sociedade mato-grossense, empresários, instituições do setor produtivo, do comércio, da indústria, a contribuir nessa causa. Hoje consolidamos mais um projeto entre tantos que estão sendo realizados em todo o estado”, afirma o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho.

Conforme a superintendente estadual de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, Tais Augusta de Paula, as fraldas são uma necessidade de muitas pessoas com deficiência, e que as doações irão alegrar o natal das famílias que têm essa necessidade. “Qualquer pessoa que se sentir tocado e quiser doar as fraldas nós estamos aceitando. O meu desejo, enquanto pessoa com deficiência, é conseguir arrecadar mil pacotes de fraldas”, conta.

Luis Antonio Ferreira, diretor do Cridac, explica que atualmente não são ofertadas fraldas aos quase 600 atendidos ao mês pelo Centro, mas a demanda é muito grande. “A maioria dos pacientes do Cridac são deficientes, e com grande dificuldade financeira. Então o critério para a distribuição das fraldas é: pediu, entregamos. A fralda vai vir em um momento muito bom, será espetacular”, avalia.

O projeto também tem o apoio da Associação dos Chefes de Cozinha de Mato Grosso. Fábio Cruz, presidente da entidade, afirma que os chefes irão promover a campanha, e que profissionais renomados de ao menos seis estados irão somas esforços para a arrecadação.