Brasil registra 223.638 pessoas curadas do coronavírus

Número representa 40,3% do total de casos confirmados no país. Informações atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h desta terça (2/6)

Rovena Rosa/Agência Brasil

O Ministério da Saúde registrou nesta terça-feira (2/6) o total de 223.638 casos de pessoas curadas do coronavírus. O número representa 40,3% do total de casos confirmados atualmente (555.383). Outros 300.546 casos seguem em acompanhamento médico em todo o país. As informações foram atualizadas e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todos os estados até as 19h.

O aumento diário de pessoas curadas do coronavírus no Brasil é resultado de ações bem sucedidas do Governo do Brasil, que não tem medido esforços para ampliar, melhorar e qualificar toda a assistência, com repasse de recursos, envio de equipamentos de proteção individual e respiradores, envio de insumos e medicamentos, além da habilitação de leitos de UTI voltados exclusivamente para os casos graves e gravíssimos da doença.

Clique para ver a apresentação em power point completa da coletiva

A pasta também tem tomado decisões estratégicas junto às secretarias estaduais e muncipais de saúde, com o intuito de cuidar da saúde de todas as pessoas e garantir o atendimento médico necessário por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) a quem precisar.

Entre janeiro e junho, o Ministério da Saúde já investiu R$ 41,3 bilhões para reforçar assistência e promoção a saúde em todo o Brasil, sendo que R$ 7,7 bilhões são voltados exclusivamente para enfrentamento ao coronavírus.

Nesta terça-feira, durante coletiva de imprensa, o Secretário Executivo Substituto, Élcio Franco, fez um balanço e anunciou que o Governo investiu R$ 1 bilhão para habilitar 7.441 leitos de UTI exclusivos para pacientes da doença.

Veja o detalhamento de casos e óbitos por UF

O setor filantrópico também recebeu R$ 2 bilhões, de auxílio emergencial, para ampliar atendimentos exclusivos aos pacientes com a doença. Ao todo, 1.651 estabelecimentos de saúde foram contemplados em 25 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

Outra ação importante é a entrega constante de ventiladores pulmonares, que também são necessários para o tratamento dos pacientes graves da doença. Até o momento, já foram comprados e distribuídos 2.651 ventiladores para 22 estados brasileiros. Apenas no último fim de semana, entre 29/05 e 1º/06, foram entregues 1.039 equipamentos.

Até o momento, o país registra 31.199 óbitos, sendo que 1.262 foram registrados nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias.

Isso porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes. Assim, do total de novos registros, 367 óbitos ocorreram, de fato, nos últimos três dias e outros 4.312 estão em investigação.

Cerca de dois mil municípios do país não possuem casos de coronavírus e 70% das cidades não registram nenhum óbito pela doença.

SINE SAÚDE

Para promover e facilitar a contratação de profissionais para atuar no combate à COVID-19, os ministérios da Saúde e Economia lançaram, nesta terça-feira (2), a ferramenta SineSaúde. A plataforma objetiva criar uma ponte entre profissionais e hospitais, clínicas, laboratórios e secretarias de saúde estaduais e municipais de todo o território nacional.

Com a urgência criada pelo estado de emergência em saúde pública, a plataforma digital, que está hospedada na página do Ministério da Economia, permitirá que profissionais, como médico, técnico de enfermagem, enfermeiro, fisioterapeuta, coloque seu currículo, e sua disponibilidade neste momento para contratação. A medida traz agilidade para suprir a escassez dos profissionais, além de representar estímulo à economia.

Os gestores e profissionais da área de saúde interessados devem se cadastrar na plataforma disponível no endereço https://portalsinesaude.powerappsportals.com/. A partir daí, o profissional e os serviços cadastrados podem fazer contato.

A ferramenta também é resultado da cooperação entre a Microsoft e a Bizapp, afim de contribuir com a mitigação dos efeitos da covid-19.

Saiba mais sobre coronavírus acessando nossa página especial