Botelho participa do lançamento do Programa Mais MT e destaca atuação da Assembleia

Dividido em 12 eixos, programa do governo vai contemplar todos os setores essenciais alavancando o desenvolvimento do estado com apoio da Casa de Leis

Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

Mato Grosso retomará o crescimento com a execução do Programa Mais MT, lançado pelo governo do estado, nesta quarta-feira (28), no Centro de Eventos do Pantanal. Durante o evento, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Botelho (DEM), destacou a participação incisiva da ALMT à aprovação do pacote de medidas, em 2019, que promoveram as reformas fiscal e administrativa de Mato Grosso, dando condições de o governo dar início à execução do programa.

Os investimentos previstos do Mais MT foram divididos em 12 eixos: Segurança Pública; Saúde; Educação; Social e Habitação, Desenvolvimento, Emprego e Renda, Infraestrutura, Turismo, Cultura, Esporte e Lazer; Simplifica MT; Eficiência Pública; Meio Ambiente e Agricultura Familiar e Regularização Fundiária.

“Esse programa está acontecendo porque a Assembleia Legislativa trabalhou os projetos, modificou e deu condições ao governo de executá-lo. Fizemos grandes discussões desde janeiro de 2019, quando aprovamos o Novo Fethab [Fundo Estadual de Transportes e Habitação], a Lei de Reponsabilidade Fiscal [LRF], em julho de 2019 discutimos nova renúncia fiscal; as PPPs [Parcerias Público Privadas] que passaram pela Assembleia. Tudo isso está dando condições de o governo realizar o Mais MT. Vamos fiscalizar e ser parceiros”, avaliou Botelho, ao citar a importância da qualidade das obras.




Para o deputado, o programa reascende a esperança da população que passa a contar com ações que promoverão mais emprego e renda, inclusive, ao pequenos produtores rurais. Somente para agricultura familiar serão investidos R$ 185 milhões, para aquisição de equipamentos e máquinas; assistência técnica às cadeias produtivas e implantação de assistência técnica on-line. E mais R$ 80 milhões para o Regulariza Mais, que engloba a regularização fundiária urbana e rural, além do Programa Terra a Limpo.

“Esse programa é a esperança para os municípios e ajuda na recuperação da confiança do povo com os governantes. É sob todos os aspectos muito bom, melhorando a autoestima da população. E a Assembleia Legislativa deu a sua contribuição graças aos projetos que o governador enviou à Assembleia, que foram melhorados com emendas parlamentares. Queremos que esse projeto se realize até 2022 para que possamos coroar esse mandato dos parlamentares e do governador com sucesso”, afirmou Botelho.

O governador Mauro Mendes (DEM) agradeceu o empenho da ALMT à retomada do desenvolvimento, que segundo ele, foram ações tomadas para consertar o governo, como corte de gastos, reforma administrativa, renegociação de dívidas, novo Fethab, combate à sonegação, LRF estadual. “Com a ajuda da Assembleia Legislativa conseguimos consertar o estado de Mato Grosso, que hoje está com salários dos servidores e pagamento de fornecedores em dia”, disse Mendes, ao recordar a caótica situação de Mato Grosso no início do seu mandato.

Dentre outras ações, o trabalho em parceria com a ALMT possibilitou, por exemplo, contemplar a Segurança Pública com investimentos na ordem de R$ 766 milhões e mais R$ 1,18 bilhão para a Saúde, com a expectativa da construção de três hospitais regionais para as regiões Araguaia, Noroeste e Nordeste.