ATeG distribui kits para técnicos de campo de Mato Grosso

Kits começaram a ser enviados nesta semana

Os técnicos de campo credenciados à Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) recebem, nesta semana, kits com materiais de apoio. Nesta terça-feira (02.03), iniciou a distribuição aos Sindicatos Rurais dos municípios de atuação dos profissionais.

De acordo com o coordenador da ATeG, Armando Urenha, as ferramentas auxiliarão na gestão das propriedades. “Os materiais auxiliarão na captação de dados zootécnicos e são esses números que nos ajudam a tomar melhor direcionamento na condução das atividades”.

O kit instrucional completo contém régua das pastagens, trado, uniforme, disco de reprodução, compasso de boi, compasso de novilha, fita de pesagem, calendário de visitas e carimbo. Segundo o supervisor da ATeG, Marcelo Nogueira, há itens destinados tanto aos produtores rurais atendidos quanto aos técnicos de campo. “Os próprios produtores poderão acompanhar o desempenho da sua propriedade, por meio das ferramentas”.




Para os produtores atendidos na cadeia de bovinocultura, por exemplo, serão entregues fitas de pesagem para medir o peso dos animais nas propriedades que não possuem balança e disco de reprodução para prever a data do parto do animal, a secagem da vaca e a melhor data para monta natural ou inseminação artificial.

Para os técnicos de campo, serão enviadas réguas de pastagem para monitorar no capim a altura de entrada e saída dos animais por piquete; saga BOV compasso corte como indicador de escore corporal em animais de Corte para abate, para verificar se está adequado para abate ou não; e saga BOV compasso novilhas como indicador de escore corporal em novilhas, para saber se estão com condições adequadas para cobertura ou não.

Além da bovinocultura de leite e corte, também serão contemplados produtores e técnicos das frentes de horticultura, da Fazenda Pantaneira Sustentável e do programa FIP Paisagens Rurais.

Cuidados com a saúde – De acordo com Urenha, além dos materiais já descritos, periodicamente também é encaminhado o Kit Covid que consiste em máscaras descartáveis, detergente e álcool 70º. “Tudo para que o serviço seja executado com a máxima segurança tanto para os técnicos, quanto para os produtores rurais atendidos”, afirma o coordenador.