Wancley busca melhorias para acolhimento psicossocial de menores apreendidos

maluf defende ampliação da discussão sobre a reforma tributária

A equipe do Núcleo Psicossocial de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei apresentou ao deputado Wancley Carvalho (PV), as ações realizadas na Delegacia Especializada do Adolescente, em Várzea Grande. Mesmo com infraestrutura e equipe reduzidas, o núcleo realiza quase 30 atendimentos ao mês, desde 2014.

O trabalho é realizado em parceria com o Governo do Estado e prefeitura municipal. O núcleo tem por missão ajudar os menores infratores a retornarem ao convívio familiar e social, diminuindo assim a reincidência infracional. " O trabalho realizado aqui é de excelência, apesar das inúmeras dificuldades", destacou o parlamentar que policial civil e já conviveu diariamente com essa realidade.

O núcleo conta com o trabalho de uma assistente social, uma psicóloga e estagiária, que além de prestarem atendimentos na unidade policial também realizam visitas às famílias, encaminham para comunidades terapêuticas e ao o mercado de trabalho. De acordo com levantamento do núcleo, em dois anos de atividades foram realizados 595 acolhimentos.

A maiorias dos adolescentes infratores atendidos tem entre 16 e 17 anos. No total, 43,10% não frequentam escolas. O uso de substâncias entorpecentes, segundo declarado pelos atendidos, é de 63,96%. Apenas 27,33% realizam alguma atividade profissional.

Na reunião foi destacada a dificuldade em dar continuidade ao trabalho iniciado no núcleo. "Alguns adolescentes sentem-se atraídos para ingressar no mercado de trabalho, mas por terem baixa escolaridade, não se encaixam nas exigências dos programas de capacitação que atualmente são oferecidos", afirmou a assistente social, Luzia Parente Tocantins.

O presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Várzea Grande, que há 14 anos atua em conselhos municipais, elogiou a visita e preocupação do deputado em visitar a delegacia e conhecer a rotina dos técnicos do núcleo. "Estar aqui e ver de perto como funciona é muito importante para ajudar a mudar a realidade, e contribuir com o trabalho prestado. Infelizmente não somos ouvidos pelo poder público", avaliou.

A permanência temporária dos servidores que atuam no núcleo também tem sido um problema para continuidade do trabalho desempenhado, como destacou a psicóloga Jordana Póvoas. "A ausência de critérios para continuidade dos profissionais que atuam aqui no núcleo impedem melhores resultados, com atividades não contínuas", afirmou.

O deputado se comprometeu em buscar soluções junto ao Governo do Estado para as demandas, e viabilizar meios para melhorar o serviço oferecido pelo núcleo psicossocial.

Audiência pública – No último dia 10 o deputado Wancley Carvalho promoveu uma audiência pública para discutir estratégias de conscientização ao uso e abuso de bebidas alcoólicas no estado. Durante o evento foi debatido o aumento do consumo de álcool entre adolescentes, que tem implicado diretamente no crescimento de demandas ao sistema de justiça, tanto na área criminal e cível.

A visita ao Núcleo Psicossocial de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei, de Várzea Grande, é um trabalho continuado da audiência pública, que debateu o assunto.