Vereadores vão à capital e buscam mudar classificação de risco de Rondonópolis

Uma comitiva formada pelos Reginaldo Santos (SD), Kalynka Meireles (Republicanos), Cido Silva (PSC), Dr Jonas (SD) e Marildes Ferreira (PSB) foi a capital do Estado para apresentar ao secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo e ao setor de vigilância sanitária, documentos que poderão comprovar uma mudança de classificação de risco para a cidade de Rondonópolis com relação à Covid-19.

O documento pode tirar a cidade de classificação de risco muito alto e passar para risco alto. “Com isso poderá abrir o comércio e as escolas particulares voltarem a funcionar”, destacou a presidente da comissão de Saúde da Câmara, a vereadora Marildes Ferreira.

O sistema de classificação de risco acompanha, analisa e faz a avaliação estratégica sobre a evolução do coronavírus em Mato Grosso, com base nos dados de crescimento da contaminação, na taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTIs para a doença na rede pública e também pelo número de casos ativos.

O aumento de 20 novas UTIs no Hospital Regional, por exemplo, é importante para garantir essa mudança, pois um dos itens avaliados é justamente a capacidade das UTIs.

A decisão deve sair nesta terça-feira, quando é feita a avaliação da classificação de risco das cidades.