Vereadores ainda não definiram sobre projeto que regulamenta transporte via aplicativo

vereadores cobram da prefeitura pagamento de servidores terceirizados



O projeto de Lei que regulamenta o transporte de passageiros via aplicativo ainda não tem consenso na Câmara de Vereadores e a medida deve ser votada somente na sessão da próxima quarta-feira (28).
Os vereadores ainda não tem posição fechada em pelo menos um ponto da proposta; que é o número de veículos cadastrados que poderão oferecer o serviço. Um grupo defende um limite de até 80 veículos levando em consideração o número de habitantes, outro grupo liderado pelo vereador Reginaldo dos Santos (Cidadania) defende que os motoristas já cadastrados dentro do serviço continuem podendo atender e que haja limitação apenas para quem não esteja cadastrado.
Por outro lado, os vereadores Fábio Cardozo (PDT) e Rodrigo da Zaeli (PSDB) são a favor de uma emenda que não se coloque qualquer limite quando o assunto for o número de veículos autorizados a transitar como carro de aplicativo.
Na reunião da Ordem do Dia, que analisa os projetos que vão entrar em votação, o vereador João Mototaxi |(PSL) defendeu que a votação fosse realizada na sessão desta quarta-feira, mas foi voto vencido.
Os vereadores querem mais uma semana para fazer uma análise mais profunda das emendas.