‘Vai Que Cola’ volta à TV Globo nas noites de sábado

Seleção de episódios da sétima temporada do humorístico estreia no sábado, 8 de maio, após 'Império'

Paulo Gustavo em Vai que Cola, no Multishow (Foto: Divulgação/ Multishow)

A comédia Vai Que Cola, um dos sucessos da carreira de Paulo Gustavo, volta à programação da Globo a partir de sábado, dia 8 de maio, após Império. O ator, vítima de Covid-19, estrela a seleção de episódios sétima temporada, exibida originalmente em 2019 no Multishow.

Depois de brilhar na sitcom como Valdomiro, o artista interpreta a irmã do personagem, Angel, em quatro dos 11 episódios que serão exibidos na Globo. Nova amiga de Ferdinando (Marcus Majella) na gringa, ela é uma brasileira que mora em Miami e faz de tudo para conseguir seu Green Card.

Além do elenco formado por Majella (Ferdinando), Samantha Schmütz (Jéssica), Cacau Protásio (Terezinha), Luis Lobianco (Reginel), Catarina Abdalla (Dona Jô), Emiliano D’Ávila (Máicol), Marcelo Médici (Sanderson), Aline Riscado (Susan) e Rafael Infante (Éricsson), personagens inéditos invadem o programa: Dona Rosa (Grace Gianoukas), Alejandro (Pedroca Monteiro), Célio (Paulinho Serra) e Emily (Rhaisa Batista). Famoso por receber convidados, o humorístico tem a presença de Angélica e Rafael Zulu em diferentes episódios.

Paulo Gustavo em Vai que Cola, no Multishow (Foto: Divulgação/ Multishow)
Paulo Gustavo em Vai que Cola, no Multishow (Foto: Divulgação/ Multishow)




Na trama, o carteiro Reginel (Luis Lobianco) ganha a promoção de aniversário do Supermercado Flórida e fatura um prêmio: passagens áreas para Miami, para ele e seus amigos. A trupe animada sonha com uma excursão de luxo, mas nem tudo sai como planejado.

No embarque e no avião, as confusões já prometem que a viagem será lotada de diversão. Já em solo americano, os personagens se perdem até encontrarem o South Beach Hotel, estabelecimento de Rosa (Grace Gianoukas), prima de Dona Jô (Catarina Abdalla).

A expectativa de uma hospedagem chique vira realidade quando a turma percebe que o local está decadente. Vem férias frustradas por aí, e os novos moradores do hotel vão ter de se virar e botar a mão na massa em troca de estadia.