Ulysses Moraes percorre transpantaneira fiscalizando situação após queimadas

O parlamentar acompanhou a Comissão de Meio Ambiente da ALMT que foi se reunir com a comunidade local.

Foto: Fernanda Trindade

Na quinta-feira (3), o deputado Ulysses Moraes (PSL) percorreu a MT-060, também conhecida como Transpantaneira, para fiscalizar uma demanda de energia elétrica no local e verificar a situação das queimadas, após o início das chuvas. O deputado acompanhou a Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Minerais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). No encontro, onde moradores da região apresentaram as demandas sobre problemas com o abastecimento de energia.

Em setembro deste ano, Moraes percorreu toda a Transpantaneira até o Porto Jofre como voluntário para ajudar no resgate de animais. Em 2020, o fogo no Pantanal atingiu mais de 2 milhões de hectares, sendo o maior número desde 1999. O deputado esteve presente verificando toda aquela situação de perto e listando o que deveria ser feito de melhorias para população do local.

“Desta vez, voltamos com outros deputados da Comissão de Meio Ambiente e fomos fazer um levantamento sobre os problemas que os moradores da região tem com a energia elétrica.  Vimos que por lá até o cabeamento tem que ser emborrachado para proteger os tuiuiús. Toda a rede tem uma adaptação para que não tenha acidentes com esses pássaros que são referência do nosso bioma”, disse Moraes.




Acompanhando a Comissão, o presidente da Energisa (concessionária de energia elétrica que atende Mato Grosso), Riberto Babanera, se comprometeu em trazer as melhorias para a Transpanteneira. Além disso, representantes do Corpo de Bombeiros do Estado detalharam o que precisa ser estudado e analisado para realizar um trabalho de prevenção às queimadas no próximo ano. Moradores da região, proprietários das pousadas e fazendas também apresentaram suas demandas.

“Outra pauta que levantamos foi a questão do BID Pantanal – um investimento de mais de 200 milhões de dólares que já está nas mãos do ministro do Meio Ambiente (Ricardo Salles), e que vamos tentar fazer de tudo para se concretizar e fazer do pantanal uma referência internacional”, pontuou o parlamentar.

Em setembro, o deputado Ulysses Moraes fez uma indicação ao governo do Estado de Mato Grosso para substituir as pontes de madeiras por pontes de concreto na Transpantaneira. O pedido foi atendido e serão, pelo menos, 20 pontes construídas.

“Essas pontes depois do rio Pixaim estão extremante precárias. Estamos felizes que as de concretos serão construídas. As queimadas no Pantanal foram muita sérias neste ano e o que estamos fazendo agora são medidas de precaução. Não podemos deixar que tudo o que aconteceu em 2020 volte a ocorrer em 2021. Perdemos muito da fauna e da flora. O trabalho nesse momento realmente é de prevenção e precaução. Vamos focar nisso e continuar fiscalizando”, finalizou o parlamentar.