Thiago Muniz defende auxílio municipal para famílias carentes atingidas pelos efeitos da pandemia

Com o objetivo de garantir uma renda mínima para as famílias rondonopolitanas mais impactadas com a pandemia do Covid-19, o candidato a prefeito Thiago Muniz (DEM) anunciou neste sábado (24/11) a proposta de implantação do Auxílio Emergencial Municipal para o enfrentamento do pós-pandemia.

O desemprego foi um dos principais impactos gerados pela crise do Covid-19 em alguns setores da economia local, principalmente no comércio, que segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), teve um saldo negativo de mais de 500 vagas. A proposta de Thiago seguirá os critérios adotados pelo Governo Federal no auxílio emergencial, que serão detalhados em um projeto de Lei caso ele seja eleito.

Para o democrata, o poder público municipal não pode se omitir durante este período de crise, devendo amparar principalmente os mais pobres. “Temos que priorizar ações que auxiliem os mais afetados pela pandemia e garantir uma renda mínima para dar um pouco de tranquilidade às famílias rondonopolitanas mais carentes. Essa ajuda vai amenizar o sofrimento e terá também um efeito positivo na própria economia do município” finalizou.




O valor, o critério e o tempo de duração serão definidos em um estudo junto a Câmara Municipal e sociedade. Mas a medida será prioridade do candidato caso seja eleito, aliviando um pouco o sofrimento de muitas famílias carentes.

A coligação “Unir para Crescer” é composta pelos partidos MDB, PSB, PDT, PSC e Democratas.