Setor algodoeiro doa quase 1 milhão de máscaras e outros itens de proteção ao coronavírus

A Ampa está importando 920 mil de máscaras de proteção e outros itens para os profissionais da saúde

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Um esforço coletivo está sendo feito pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) e diversos associados para prevenção e controle do novo coronavírus em Mato Grosso. A associação está importando diretamente da China 920 mil máscaras de proteção e equipamentos de proteção individual (EPI) para os profissionais de saúde.

Foram importadas 500 mil máscaras de uso médico, 320 mil de uso civil e 100 mil máscaras do tipo KN95. Além disso, foram adquiridos dois mil escudos faciais, quatro mil roupas protetivas e cinco mil óculos de segurança. Parte dessas aquisições já estão a caminho do Brasil em diversos lotes.

“Nós já havíamos recolhido todas as máscaras que havia nas algodoeiras e doamos para os hospitais. Somente o Hospital do Câncer, em Cuiabá, recebeu cinco mil”, explica Paulo Aguiar, presidente da Ampa. “Os pacientes precisam de atenção, mas nós temos que pensar nos profissionais de saúde também, por isso, se tudo der certo, semana que vem todo o material já estará no Brasil”, complementou.

De acordo como presidente, o país demorou para se preparar para a pandemia, cujas medidas governamentais já deveriam ter iniciado em janeiro, quando a doença já tinha sinais de que ia se espalhar pelos continentes. Diante deste quadro, a Ampa estimulou que suas associadas verificassem quais as necessidades mais urgentes em cada região do estado. “Muitos produtores de municípios como Primavera, Lucas do Rio Verde, Santo Antônio do Oeste, Rondonópolis estão fazendo ações de acordo com a região que atuam”, destacou Aguiar.

Na região Sul do estado, municípios como Alto Garças e Pedra Preta solicitaram máscaras, luvas e álcool em gel. Em Rondonópolis, uma ação que já envolvia a Associação dos Empreendedores do Agro, juntaram recursos para adquirir equipamentos para a Santa Casa do município, que atende os pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“O apoio financeiro dos chegou a R$ 600 mil para aquisição de sete respiradores portáteis e seis respiradores de grande porte, além de conserto de alguns equipamentos fundamentais para estruturação da UTI e enfermaria” explicou Alexandre de Marco, diretor da Ampa e da Coopercottom.

Na região central de Mato Grosso, que envolve os municípios de Campo Verde, Jaciara, Dom Aquino, Chapada dos Guimarães e Planalto da Serra, foram solicitados mais de 600 kits completos para exame do novo coronavírus, álcool em gel e respiradores. Somente a Cooperfibra doou recursos para que o município de Campo Verde comprasse 300 kits.

Em parceria com o Sindicato Rural de Campo Verde, também está sendo feita uma campanha de arrecadação de R$ 500 mil para a construção de duas unidades de terapia intensiva.

NORTE E NOROESTE

Em Sapezal foi realizada uma espécie de coleta de R$ 600 mil para comprar equipamentos para dez leitos do hospital do município. Os leitos foram doados pelos Grupos Amaggi, Bom Futuro e Scheffer.

A empresa Scheffer doou ainda 34 respiradores hospitalares para auxiliar as prefeituras municipais. Receberam os respiradores as cidades de Sapezal, Juara, Sinop e para Cuiabá.

Na região Norte, as doações se concentram em Lucas do Rio Verde, Sorriso e Sinop. A Regional da Ampa reuniu os produtores para levantar as demandas municipais. O Consórcio Teles Pires, que atua em 15 municípios, é parceiro nessa ação.

Sorriso, por exemplo, precisa de R$ 50 mil reais para estruturar leitos no hospital. E em Lucas do Rio Verde, a CDL, empresários e agricultores montaram um grupo para receber doações em dinheiro, cuja meta é R$ 600 mil para comprar equipamentos para o hospital regional do município.

De acordo com o conselheiro Orcival Guimarães, foram doadas mil máscaras para a Secretaria Municipal de Saúde de Lucas do Rio Verde; mil máscaras para a Secretaria de Saúde de Sorriso e a mesma quantidade para o Consórcio de Saúde Vale do Teles Pires. Além disso, com a doação Ipiranga do Norte, o membro do Conselho da Ampa conta que já são 5,3 mil máscaras entregues ao sistema de saúde do estado.

“Realizamos ainda a doação de cestas básicas para a população da região de Lucas, e continuaremos a trabalhar em prol da sociedade”, destaca Orcival.

Em Campo Novo do Parecis, a Ampa, em parceria com a Associação Abrace essa Causa, empresários, comerciantes e produtores estão levantando as necessidades do hospital. O diretor regional Alex Utida explica esse grupo realiza uma reforma e ampliação na rede de oxigênio e ar comprimido, além de trocar compressores, para que o hospital consiga ampliar o número de leitos com respiradores.