SÉRIE EX-PREFEITOS- Engenheiros foram os que mais governaram Rondonópolis desde 1953

SÉRIE EX-PREFEITOS- Engenheiros foram os que mais governaram Rondonópolis desde 1953

Durante os 67 anos de emancipação, a cidade de Rondonópolis teve 17 prefeitos diferentes; e deste total quatro deles eram formados em engenheira civil, demonstrando que a cidade tem viés de obras.

No entanto, um levantamento feito pelo site Primeira Hora mostra ainda que houve três advogados administrando a cidade, dois médicos, três comerciantes, um cartorário, um arquiteto, dentre outros comandando a gestão do principal município do interior de Mato Grosso.

O primeiro prefeito de Rondonópolis, Rosalvo Farias, que foi nomeado, era funcionário público e comerciante.

Daniel Martins de Moura, que empresta o nome à tradicional escola no coração da Vila Operária, também era comerciante na cidade.

No entanto, após Moura, veio uma geração de engenheiros que deram destaque à primeira fase do chamado crescimento urbano de Rondonópolis.

O primeiro engenheiro a assumir o comando da cidade foi Luthero Lopes, que dá o nome à principal praça esportiva da cidade. Ele foi eleito em 1959.

Luthero Lopes foi o primeiro engenheiro a governar a cidade

 

Depois foi a vez de outro engenheiro chegar ao Poder; desta vez, Sathiro Phol de Castilho, eleito em 63.

No entanto, o cartorário Hélio Cavalcante Garcia quebrou essa linha, sendo eleito prefeito.

Por outro lado, outro engenheiro voltou ao Poder em seguida, trata-se de Zanete Ferreira Cardinal, eleito em 69.

Depois dessa fase, veio o comerciante, Cândido Borges Leal Júnior, o Candinho, pai da ex-primeira-dama, Ana Carla Muniz.

No final dos anos 70, pela primeira vez, em sua história a cidade era governada por um advogado, no caso, Walter Ulyssea.

Bezerra e Percival no palanque em 82

 

Em 82, foi eleito o segundo advogado a governar a cidade, trata-se de Carlos Gomes Bezerra, que foi também o primeiro prefeito com dois mandatos, pois também foi eleito novamente em 1992.

No entanto, neste primeiro mandado, Bezerra renunciou dando espaço ao médico Fausto de Souza Faria.

No ano de 88, o radialista Hermínio J. Barreto vence as eleições e assume o mandado.

Barreto foi o único radialista a governar a cidade

 

No ano de 94, o então vice de Bezerra, o economista José Rogério Salles, assume para um mandato tampão de dois anos.

No ano de 96, o médico Alberto Carvalho de Souza é eleito prefeito, se tornando o segundo profissional da medicina a governar a cidade.

Por outro lado, em 98, com a renúncia de Alberto, assume o pecuarista Percival Muniz, que foi reeleito em 2000 e em 2012.

Quatro anos depois, Adilton Sachetti se torna prefeito e o único arquiteto na história a governar a cidade.

No ano de 2008, após 35 anos, um engenheiro volta ao Poder na cidade, Pátio foi eleito naquela oportunidade, no entanto, teve o mandado cassado, dando espaço para o advogado Ananias Filho assumir o Poder.

Pátio é o quarto engenheiro a governar a cidade

 

Pátio ainda foi eleito novamente em 2016 e 2020.

 

Noticias Relacionadas