Sema incinera redes e tarrafas apreendidas em operações contra pesca predatória

Sema-MT

Sema-MT

Destruição de materiais usados em pesca predatória Crédito - Sema/MT

Sema incinera redes e tarrafas apreendidas em operações contra pesca predatória

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), por meio da Coordenadoria de Fiscalização de Fauna, incinerou nesta terça-feira (04.04) mais de 200 materiais apreendidos durante o período de defeso da piracema 2022/23. Os materiais tinham sido previamente inutilizados, no momento das apreensões, e estavam armazenados no depósito da Sema.

“A incineração é feita periodicamente pelos fiscais, como forma de destruição destes materiais de uso proibido, visando evitar que estes materiais retornem aos infratores e sejam utilizadas novamente para depredação dos recursos pesqueiros”, explica o coordenador de Fauna da Sema, Alan Silveira.

Foram queimados 130 redes e 80 tarrafas utilizadas para a prática de pesca predatória no Estado. Materiais apreendidos nos meses de fevereiro e março também estão entre os incinerados.

As ações de fiscalização contra pesca ilegal são realizadas durante o ano, todo abrangendo todas as regiões do estado. 

Defeso da Piracema

Durante os quatro meses de proibição da pesca nos rios de Mato Grosso, entre os dias 3 de outubro de 2022 e 2 de fevereiro de 2023, equipes de Fiscalização de Pesca apreenderam 96 redes, 63 tarrafas e 27 embarcações, impedindo a retirada ilegal de toneladas de peixes durante o período da reprodução.

Foram apreendidos, nesse período, 421 kg de pescado, e aplicados R$ 87 mil em multas.

+ Acessados

Veja Também