Roubo de celular: como se prevenir e quais ações tomar

Freepik.com

Roubo de celular: como se prevenir e quais ações tomar

Descubra como se prevenir do roubo de celular e as ações imediatas para proteger seu aparelho. Confira agora e tire suas dúvidas!

Compartilhe:

Uma das maiores dores de cabeça modernas é o roubo de celular, afinal, o aparelho concentra uma quantidade enorme de dados das pessoas, sejam eles bancários, fotos, vídeos, acessos de redes sociais, contatos, arquivos sensíveis, entre outras informações que podem ser utilizadas de forma maléfica por bandidos.

Saber como agir para se prevenir e minimizar os impactos após ter o celular roubado é fundamental para proteger suas informações e evitar ser vítima de golpes e fraudes. Reunimos informações importantes sobre o tema para você saber o que fazer caso aconteça de roubarem seu aparelho, confira!

Entendendo o risco de roubo de celular

O Brasil registrou, em 2022, um milhão de roubos e furtos de celulares, o que significa mais de 2700 ocorrências ao dia ou 114 por hora. Este resultado foi divulgado no 17º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que se baseou em dados das polícias militares estaduais, polícia federal e secretarias de segurança pública.

A facilidade e rapidez da ação é o que atrai os bandidos. Além disso, o celular concentra uma quantidade grande de dados e, muitas vezes, é garantia de dinheiro no bolso por conter dados bancários, cartões de crédito e outras informações para serem utilizadas em golpes e fraudes.

Medidas para se prevenir contra roubo de celular

Para se proteger do roubo de celular, o usuário precisa usar medidas que visem proteger seu aparelho e dificultar o acesso a informações importantes para evitar maiores dores de cabeça caso o aparelho seja assaltado. Veja:

Uso consciente em lugares públicos

Evite utilizar o aparelho em locais perigosos ou suspeitos, exceto se for extremamente necessário. Para evitar furtos, procure ficar sempre próximo ao aparelho, evite deixá-lo em cima da mesa ou em lugares abertos.

No carro, evite falar ao celular com a janela aberta ou deixar seu aparelho facilmente visível para quem está fora do veículo. Há casos em que bandidos estouraram o vidro do carro apenas para roubar o celular.

Cuidado também com atitudes que não são suspeitas, por exemplo, muitas vezes os bandidos perguntam as horas apenas para ver qual o modelo e prosseguir com o roubo de celular.

Tecnologias de segurança

Ative em seu aparelho funcionalidades como bloqueio por biometria, trancamento remoto do aparelho, senhas elaboradas, localização e backup regular. Além de dificultar o acesso às suas informações, pode te ajudar a recuperar dados em caso de roubo de celular.

Tanto o Android quanto o iPhone oferecem dentro de seus sistemas funcionalidades de segurança que você deve utilizar. Procure ajuda dos serviços de atendimento dos fabricantes para configurar corretamente e proteger melhor seu aparelho.

Aplicativos e ferramentas de segurança

Existem várias ferramentas que podem ajudar a evitar roubo de celular, de dados ou mesmo dificultar o acesso a informações sensíveis caso você tenha o aparelho roubado. Os principais incluem:

  • Celular Seguro: desenvolvido pelo Governo Federal, bloqueia celulares roubados e os tornam inutilizáveis;
  • AppLock: permite que cada aplicativo tenha uma senha própria e restringe o acesso a funcionalidades do celular;
  • Antivírus: Marcas famosas por proteger computadores como Avast, Kaspersky e McAfee, também têm suas versões para smartphones;
  • Acess Dots: Evita que aplicativos captem imagens e sons não autorizados.

Com esses aplicativos, é possível manter a segurança do seu celular em dia. O mais importante, talvez, seja o Celular Seguro, iniciativa do Governo que auxilia a inibir o roubo de celular.

O que fazer em caso de roubo de celular?

É importante estar ciente de medidas que devem ser tomadas caso aconteça um roubo de celular. O primeiro passo está em bloquear o seu aparelho de telefone, através do número de IMEI. Outros procedimentos incluem:

Ações imediatas para responder ao roubo

Ao perceber que o seu smartphone foi roubado, você deve tomar medidas urgentes a fim de proteger suas informações e evitar golpes.

É importante saber como consultar o IMEI do celular para relatar roubo e bloqueá-lo. Para quem não sabe, o IMEI é um registro que identifica cada aparelho como se fosse um CPF. A partir do momento em que o IMEI é bloqueado, o aparelho não pode ser utilizado com nenhuma operadora de telefonia.

Outra medida fundamental é notificar a polícia realizando o Boletim de Ocorrência. Também avise amigos e parentes para evitar contatos fraudulentos e altere todas as senhas importantes como de bancos, e-mails, redes sociais, por exemplo.

Utilize ferramentas de rastreamento para localizar seu celular

Os principais sistemas operacionais de smartphones possuem instrumentos de rastreamento que podem ajudar a localizar o aparelho ou mesmo bloqueá-lo remotamente.

No caso de um iPhone, o “Find My“, ou para aparelhos Android o “Find My Device“. Procure manter estes recursos com os dados atualizados para estarem preparados para usar em um momento de emergência.

Procedimentos legais e como proceder

Muitas pessoas não fazem boletim de ocorrência na polícia. Isso ocorre porque acreditam que o documento só serve para localizá-lo. Na verdade, o boletim é um documento importante, pois detalha o roubo de celular e conta com todos os seus dados e do aparelho. Não deixe de registrar o boletim e confira se o IMEI do seu aparelho está correto.

Isso pode ajudar em caso do aparelho ser encontrado, mas também em reivindicações referentes a seguros ou mesmo em situações de golpes e fraudes contra você ou terceiros. O Boletim de Ocorrência também pode ajudar a recuperar contas de redes sociais roubadas.

Mantenha sempre uma cópia do boletim para segurança e lembre-se que este registro é um documento oficial da polícia, que fica registrado nos sistemas de segurança pública para garantir idoneidade à ocorrência.

Como minimizar o impacto do roubo de celular?

Uma vez que o aparelho foi roubado, lembre-se que dentro dele há muitas informações sobre você, suas rotinas, contas, banco, redes sociais, contatos, entre outras coisas. Defender suas informações passa a ser prioridade para evitar dores de cabeça maiores.

Segurança de dados pessoais após o roubo

Comunique seu banco sobre o roubo de celular através dos serviços de atendimento. Mude suas senhas imediatamente, tanto bancárias quanto de e-mails, redes sociais e aplicativos importantes para você.

Se possível, utilize serviços que monitoram identidade através de autenticação combinada ou alerta para atividades suspeitas em suas contas.

A importância do seguro para celular

Ao adquirir o aparelho, considere a possibilidade de contratar um seguro junto à loja ou ao fabricante do celular. Caso você ainda não tenha seguro, as principais seguradoras do mercado como Porto Seguro, Bradesco, Zurich, Nubank e Itaú, por exemplo, trabalham com esta modalidade de serviço.

Antes de contratar, procure se informar sobre as condições do seguro e, principalmente, se o serviço cobre furto e roubo de celular. Isso evitará transtornos caso você precise acionar o seguro futuramente.

Com todas essas ações você vai se prevenir e se proteger contra o roubo de celular. Então, comece já colocar essas práticas em dia e não deixe de compartilhar esse artigo com seus amigos!

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp