Rondonópolis passa a ter língua Boe Bororo reconhecida por Lei

Lucas Perrone

Lucas Perrone

Rondonópolis passa a ter língua Boe Bororo reconhecida por Lei

A cidade de Rondonópolis passa a ter uma língua cooficial, no caso a língua indígena Boe Bororo, passa a ser reconhecida por Lei Municipal.

 A língua cooficial da cidade foi escolhida por meio de Lei aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo presidente da Câmara, Junior Mendonça (PT). A publicação ocorreu na edição do dia 21 do Diário Oficial do município.

A Lei, no entanto, é de autoria do vereador Adonias Fernandes (MDB), decano da casa de Leis; Adonias é o único dos 21 vereadores que está em seu quinto mandado consecutivo.

Adonias é o autor da Lei que oficializa língua Boe Bororo

Vale ressaltar, que no artigo 1, a língua portuguesa é tratada como de fato é, como língua oficial do país e consequentemente da cidade.

Por outro lado,  o status de língua co-oficial concedidos pela Lei obriga o Município à incentivar e apoiar o aprendizado e o uso da língua co-oficial Boe Bororo nas Escolas indígenas.

A mesma Lei trata em seu artigo terceiro que  em nenhum caso poderá haver discriminação em razão da língua oficial ou cooficial que use.

A medida ainda prevê que ensino fundamental regular será ministrado em língua portuguesa.

+ Acessados

Veja Também