Projeto que muda alíquota do Serv Saúde ainda não chegou à Câmara

Picture of Lucas Perrone

Lucas Perrone

Projeto que muda alíquota do Serv Saúde ainda não chegou à Câmara

Compartilhe:

O projeto de altera a alíquota do valor pago pelo servidor beneficiário do ServSaúde não tem data para ser encaminhado à Câmara de Vereadores.

A medida, que é um pedido da direção da entidade, após uma assembleia geral prevê que o repasse do servidor passe de 3% para 4%.

O motivo do pedido de aumento do valor da alíquota do servidor está relacionado à crise financeira que o órgão vive.

No final do mês passado, a diretoria do Serv Saúde apresentou um balanço apresentado um prejuízo.

A informação é que para manter as contas em dia, está sendo utilizado o fundo de reserva do órgão.

Por outro lado, há também uma outra proposta, em discussão com a gestão, de aumentar a cota de descontos patronais, como forma de aumentar a receita.

Neste caso, o aumento seria escalonado, dentro de uma lista de faixa salarias.

Em meio, à espera, a presidente do órgão, por meio de uma portaria interna, determinou o contingenciamento de despesas.

Portanto, estão suspensos,  todos os procedimentos cirúrgicos eletivos de média e alta complexidade, realizados sob anestesia geral; exames de ressonância magnética e tomografia de média e alta complexidade, excetuando-se os de urgência e emergência.

Se excetuam da suspensão, , os procedimentos cirúrgicos eletivos de média e alta complexidade de urgência, bem como, os procedimentos considerados tempo-sensíveis (aqueles em que a vida do paciente não pode estar em risco), que permanecem sendo realizados mediante a manifestação dos profissionais médicos ou equipe hospitalar e autorização do médico perito do Instituto.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp