Profissionais da educação fazem paralisação e exigem RGA em MT

A paralisação de um dia, integra o Ato Nacional, que marca a 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

Profissionais da educação fazem paralisação e exigem RGA em MT

Os profissionais da educação cruzam os braços nesta quarta-feira (24), com objetivo de chamar atenção do governador Mauro Mendes para as pautas da categoria.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público e Mato Grosso (Sintep-MT), são diversas pautas, mas o pagamento dos restos da Revisão Geral Anual (RGA) que ficaram pra trás desde a gestão Pedro Taques e ainda não foram pagas por Mauro Mendes, também está envolvida.

Além disso, o sindicato alega que governador e a secretária de estado, Marioneide Kliemaschewsk, não cumprem com as políticas de Estado, que asseguram o direito à educação com qualidade e valorização profissional.

Para o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, o descaso promove inúmeros transtornos nas escolas, com graves prejuízos para a Educação Pública e para os educadores e educadoras.

“A mobilização será o alerta ao governo e, em especial, à população, para os prejuízos apresentados com o descompromisso do governo com as reivindicações”, disse.

Conforme ele, os trabalhadores exigem o cumprimento de direitos profissionais, entre eles a Lei nº 510/2013 (Dobra do Poder de Compras dos salários), ameaçada com medidas que cortam investimentos. Ação contraditória, acreditam, para um estados que está entre os que mais arrecadam no país.

A paralisação de um dia, integra o Ato Nacional, que marca a 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública.