Produtores de leite participam de visita técnica no centro de pesquisa da Empaer

Agência Brasil

Produtores rurais participaram de uma visita técnica sobre bovinocultura de leite no Centro Regional de Pesquisa e Transferência de Tecnologia da Empaer, no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá).

Com o objetivo de apresentar resultados de pesquisas e tecnologias voltadas para o agricultor familiar, o biólogo da Empaer, Douglas Castrillon, destacou a alimentação do gado leiteiro, montagem de piquetes, e sombreamento. Além disso, mostrou uma unidade rural com alternativas simples, práticas e baratas com foco na sustentabilidade e promoção social.

A visita técnica contou com a participação de produtores rurais do município de Porto Estrela (194 km a Médio-Norte de Cuiabá). Os técnicos agropecuários da Empaer, Wanius de Souza Tavares e Larissa Bernardes Viana, acompanharam os produtores. Conforme Larissa, a intenção é incentivar a cadeia produtiva no município e mostrar novos métodos e tecnologias para o aumento da produção de leite.

O biólogo Douglas apresentou uma área de pecuária leiteira com o plantio de capim elefante e cana-de-açúcar para suplementação alimentar do rebanho bovino no período da seca. Os visitantes percorreram a área conferindo os piquetes rotacionados, cujo sombreamento com eucalipto promove o bem-estar animal, o que permite manter o rebanho com menor custo possível e maior lucratividade  e produtividade.

Durante a visita foi discutido como reduzir os custos na propriedade e como exemplo foi apresentada a “Casa do Agricultor Familiar”, um modelo sustentável construído durante a Feira Tecnológica da Agricultura Familiar, realizada no ano de 2017.

O interior da casa é dividido em sala, quartos e cozinha. O destaque é para cozinha, que possui fogão a lenha com um sistema que aquece a água, forno de 200 litros fabricado com tambor de metal e um filtro de areia para purificar a água, tornando-a própria para o consumo.

Na parte externa da casa foi construído o banheiro, onde os resíduos e afluentes são destinados para uma fossa negra. No quintal, há um biodigestor para a produção do gás a ser usado no fogão da cozinha com o aproveitamento do esterco produzido pelo gado. Ao redor da casa existe também o cultivo diversificado de frutas, olerícolas, raízes, forrageiras para alimentação do gado, criação de pequenos animais e outros.

O conjunto das atividades desenvolvidas na propriedade segue princípios que garantem a sustentabilidade econômica da propriedade com produção básica para o sustento da família.

O técnico agropecuário da Empaer, Wanius, descreve que a Casa do Agricultor possui uma área funcional, como por exemplo, um pequeno galinheiro com área de piquetiamento com capins do tipo estrela, tifton ou gramíneas rasteiras.

Além disso, possui um chiqueiro que abastece o biodigestor e também a horta com adubos orgânicos, além da cozinha com o biogás. Segundo Wanius, foi mostrado também como construir um curral que seja econômico e prático para o pequeno produtor.

A visita contou com a participação de 10 agricultores familiares e foi realizada no dia 27 de abril.