Prefeito diz que não pode prever novo lockdown, mas quer buscar salvar vidas e manter a economia

Wheverton Barros

O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) disse que não sabe se vai , no futuro, adotar um novo lockdown em Rondonópolis. Pátio destacou, em entrevista coletiva, que vai tentar buscar um meio termo entre saúde da população e a sobrevivência da economia local. “Se piorar a Pandemia, não sei, sei que eu vou ficar com a vida;  mas vamos buscar esse equilíbrio, entre a economia e a vida”, disse o prefeito, durante o ato de inauguração da nova policlínica central. 

A Procuradoria Geral do Município informa que conforme decisão do STF compete aos estados e municípios legislar acerca das normas para controle da pandemia.

Assim, mantem-se as determinações que obrigam a utilização de máscaras constantes nos decretos estadual e municipal em vigência. A obrigatoriedade de uso de máscaras está no Decreto Estadual 522/2020 nos artigos 5°e 6° e no Decreto Municipal 4679 de 16 de abril de 2020 no artigo 14.




Fora isso, pelo decreto atual em vigor, o município determinou o fechamento do comércio não essencial nos finais de semana, Lei Seca e Toque de Recolher a partir das 19 horas.

Na semana passada, o Ministério Público entrou com ação judicial pedindo lockdown durante os dias da semana em Rondonópolis. O MP ganhou em liminar no Tribunal de Justiça.

A decisão, no entanto, foi derrubada na sexta-feira (4) no Supremo Tribunal Federal e com isso, vale apenas o decreto atual.

O prefeito ainda pediu para que a sociedade local também ajuda no combate ao Coronavírus. “Esse problema não é do prefeito e sim nosso, quero pedir à sociedade que também faça o isolamento social, eu fico triste que até próximo de mim, pessoas não cumpre”, resumiu.