Mesmo sem Roni, PP deve ficar no arco de alianças de Pátio

Roni Magnani diz que os vereadores devem elevar o debate e parar de discutir `o buraco a ou b´
Roni Magnani deve migrar para o Solidariedade Foto: Arquivo

O Partido Progressista (PP) deve perder o vereador Roni Magnani, mas isso não quer dizer que a sigla vai se afastar do prefeito Zé Carlos do Pátio. O PP, mesmo sem o vereador, vai continuar dando apoio ao prefeito e se prepara para estar no arco de alianças de Pátio, com vistas ao processo eleitoral do ano que vem.

Uma liderança ligada ao PP, destacou que Mário Sérgio Gonçalves, o Mário Mototáxi , deve conduzir o partido e levar a sigla ao arco de apoio ao prefeito. Mário é uma das lideranças ligadas ao prefeito desde a primeira gestão de Pátio. A sigla também articula montar uma chapa forte para buscar cadeiras na Câmara de Vereadores.

Por outro lado, o destino de Roni Magnani deve ser o Solidariedade, partido do prefeito e que conta com a maior bancada na Câmara de Vereadores. No partido de Pátio, Roni deve ser um dos puxadores de votos nas eleições do ano que vem e vai dividir a legenda com os vereadores Orestes Miraglia, Batista da Coder, Juary Miranda de Moraes e Vilmar Pimentel.

Para o processo eleitoral do ano que vem Pátio começa a formar uma aliança com o PRTB, que conta com os vereadores Bilu do Depósito de Areia e Roni Cardoso; PTB que pode receber os vereadores João Mototáxi, Beto do Amendoim, Elton Mazetti e Silvio Negri.

Vereadores analisam troca de partido