Polícia Militar prende suspeito por tentativa homicídio, apreende explosivos, drogas e munições

PM-MT

PM-MT

Foto: PMMT

Polícia Militar prende suspeito por tentativa homicídio, apreende explosivos, drogas e munições

Militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram acionados para recolher artefatos caseiros explosivos

Policiais militares do 12º Batalhão prenderam, nesta terça-feira (27.02), um homem de 25 anos suspeito por tentativa de homicídio, organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, no bairro Morada do Parque, em Sorriso (397 km de Cuiabá). Com o suspeito, os militares apreenderam 31 porções de entorpecentes, 91 munições e dois artefatos caseiros explosivos. 

Durante desencadeamento da Operação Vitae XI, que integra as forças de segurança do Estado no combate às organizações criminosas no município, os militares receberam informações sobre a localização de um suspeito por tentativa de homicídio, registrada no dia 23 de fevereiro. Na situação, um homem de 34 anos foi atingido por disparos de arma. Ele foi socorrida e encaminhada para o Hospital Regional de Sorriso.

Após a denúncia, as equipes se deslocaram até uma residência localizada na Rua das Araucarias, no bairro Morada do Parque e realizaram abordagem do suspeito. Com ele, os policiais encontraram duas porções de substância análogas à maconha. 

O homem relatou à Polícia Militar que teria mais entorpecentes em sua residência e em seguida, os policiais apreenderam um tablete de maconha, 17 porções do mesmo entorpecente, 14 porções de cocaína e duas balanças de precisão.

Foram encontradas também 83 munições calibre .380, seis calibre .9 milímetros e uma munição calibre 5.56. Além disso, as equipes recolheram dois artefatos caseiros explosivos. Uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionada para conduzir os produtos explosivos. O suspeito e todo material apreendido foram encaminhados à delegacia. 

Disque-denúncia   

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

+ Acessados

Veja Também