Pátio, em quase três anos, fez mais de dez mudanças em secretariado

Prefeito de Rondonópolis presta depoimento à CPI nesta terça-feira



Próximo a finalizar três anos de gestão; o prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio fez pelo menos dez mudanças em seu secretariado. A primeira delas foi no primeiro dia de gestão, quando exonerou Adolfo Grassi, que era secretário geral do Solidariedade do comando da saúde, dando lugar a Izalba Albuquerque, que tem um perfil técnico de trabalho.

Prefeito apostou no perfil técnico de Izalba na saúde

Outra mudança no início do governo foi na administração, a professora universitária Fernanda Ferreira da Silva deixou o cargo, em razão de não ter sido liberada pela UFMT, dando espaço a Leandro Arduini, que era presidente da comissão de licitação do município.

Na ação social, Márcia Rotilli deixou o cargo abrindo espaço para Iriana Cardoso. Pátio também mudou a secretaria de Receita,  onde Valdecir Feltrin respondia pela pasta até o final do ano passado, quando foi substituído por Erazilene Valentin Silva.

Ex-Secretário de Receita de Rondonópolis esclarece saída da secretaria
Polêmico; Feltrin não ficou na receita

Na gestão de pessoas, Argemiro Ferreira tornou-se titular no começo de 2019, mas saiu para assumir o comando da Coder, a secretaria é atualmente tocada pelo militar Marcus Vinicius das Neves Lima.

No Planejamento; Ronivalter Souza, que era indicação do PC do B deixou o cargo e o prefeito nomeou o servidor de carreira, Rafael Mandracio.

No Desenvolvimento Econômico, Pátio exonerou Milton Mutum e deve  nomear de forma interina, Hermes Moriggi, o Big.  No entanto, a principais mudanças foram na Coder e na Infraestrutura.

Na Coder, Pátio trocou três presidentes, o primeiro foi José Severino Neto, o Nino, que deixou a empresa de economia mista para dar espaço à Nivia Calzolari. No entanto,  Nivia saiu e Argemiro Ferreira assumiu a presidência da Coder.

Argemiro passou pela Gestão e assumiu o comando da Coder.

Por outro lado, na infraestrurtura ocorreram as principais mudanças. Nivia Calzolari foi a primeira secretária, ela deixou o cargo, para Nafez Daoud assumir que também saiu para dar espaço à Ingrid Tomazalle e por último assumiu Claudine Logrado.

Intocáveis– O prefeito tem também alguns nomes que são considerados intocáveis. Como o caso da secretária de Educação: Carmem Garcia Monteiro, Habitação: Paulo José Correia,Procuradoria-Geral: Anderson Flavio de Godoi, Transporte e Trânsito: Rodrigo Metello, Meio Ambiente:  João Fernando Copetti Boher, Esportes: Jailton Nogueira, Cultura: Humberto de Campos e Sanear: Terezinha Silva.