Oposição se une e pode fechar 11 partidos para disputa contra Zé do Pátio

Grupo conta com nove partidos e ainda pode buscar o apoio do DC e Cidadania



O prefeito Zé Carlos do Pátio deve ter na oposição um arco de aliança que pode chegar a 11 partidos. Liderados pelo deputado federal José Medeiros, no sábado, na casa do parlamentar, o grupo fez uma reunião onde praticamente consolidou a tese de que a oposição ao atual gestor deve ter candidato único para a disputa.

A ideia é disputar a eleição como se diz no jargão político no mano a mano. Desta forma, a disputa em Rondonópolis, no ano que vem, seria polarizada entre Pátio e o representante da oposição.

Na primeira reunião estiveram representantes de nove partidos que deram o aval à proposta. O PSD, que não tem candidato, conta com o prestígio do deputado Nininho para a disputa. Além da sigla, estão no projeto o MDB, que tem o deputado Thiago Silva como pré-candidato, o PSB que tem Ibrahim Zaher como nome à disputa, o Pros do empresário Luiz Homem de Carvalho, o Luizão, o Podemos do deputado Medeiros, o PSL do deputado Claudinei e do empresário Michel Pagno, o PRB do ex-prefeito Adilton Sachetti,  o Dem que tem o vereador Thiago Muniz como pré-candidato e o PSDB que já colocou o nome do vereador Rodrigo da Zaeli como pré-candidato.

Na próxima reunião do grupo deverão ser chamados os pré-candidatos do Cidadania, Ubaldo de Barros, que é vice-prefeito e tem promovido críticas constantes ao prefeito e o o pré-candidato do DC, Cláudio Paisagista. Caso os dois aceitem o convite de entrar no grupo, a chapa poderá contar com 11 partidos.

O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) tem em seu grupo, além do Solidariedade, o PRTB, o PTB e o PP.