Operação do Gaeco em Rondonópolis mira empresas de fachada para transporte de grãos

Primeira Hora

Primeira Hora

Operação do Gaeco em Rondonópolis mira empresas de fachada para transporte de grãos

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), força-tarefa permanente constituída pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar, Polícia Penal e Sistema Socioeducativo, deflagrou nesta quarta-feira (29) a operação “Falsus Granum”. Estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão, com alvos em Cuiabá, Rondonópolis e Itapema, no Estado de Santa Catarina.

Segundo o Gaeco, a operação apura esquema relacionado à abertura de empresas de fachada, com utilização de “laranjas”, no segmento de transporte de grãos, para realização de fraudes fiscais. De acordo com as investigações, foram abertas 45 empresas que foram registradas em nome de pessoas que não possuem nenhuma compatibilidade com a posição de empresário.

Ao todo, 34 agentes estão envolvidos na operação, sendo oito policiais militares da Rotam, oito da Força Tática do Comando Regional de Rondonópolis, 12 agentes do Gaeco de Mato Grosso e seis agentes do Gaeco de Santa Catarina.

+ Acessados

Veja Também