“O talento não escolhe lugar para nascer”, documentário homenageia Escola Estadual Daniel Martins Moura

Picture of Da Assessoria

Da Assessoria

“O talento não escolhe lugar para nascer”, documentário homenageia Escola Estadual Daniel Martins Moura

Compartilhe:

“O talento não escolhe lugar para nascer” é um documentário feito em homenagem à Escola Estadual Daniel Martins Moura, de Rondonópolis. A unidade escolar, localizada na Vila Operária, completou 50 anos no dia 18 de maio e acumula conquistas em toda a sua trajetória.

A produção do documentário foi organizada pelo deputado estadual Cláudio Ferreira (PTB), que foi aluno da escola em toda a sua formação básica e do Ensino Médio. Depois, o parlamentar voltou ao local como professor de Inglês.

“Desde a minha infância andei nesses pavilhões. Toda a minha vida escolar foi nessa escola e tive a honra de ser professor aqui também. Agradeço a todos aqueles que foram meus professores e aqueles que lecionam hoje, que têm feito um trabalho brilhante, e os demais profissionais que passaram por essa escola. Agradeço também aos pais de famílias, empreendedores, aos homens do povo que também passaram por essa escola e demonstram como essa instituição foi importante na vida de cada um”, comentou Cláudio.

O documentário, baseado em entrevistas com ex-funcionários, ex-alunos e atuais integrantes da comunidade escolar, revisitou as cinco décadas de existência da Escola Daniel, como é chamada carinhosamente por quem passou ali. A produção foi exibida durante o evento de comemoração do aniversário, realizado na sexta-feira (19).

Dulcineia Bernardelli entrou na escola em 1985, como professora, e foi diretora por dois mandatos, o primeiro de 2001 a 2005 e, o segundo, de 2008. Após ver o filme, a professora aposentada elogiou a produção.

“Foi uma emoção muito grande rever toda essa trajetória, desde o início da escola até os dias de hoje. O que tenho a dizer é apenas ‘gratidão, gratidão, gratidão’”, afirmou, sorridente.

Maria Aguiar Galvão, que foi professora de 1973 a 1975, e de 1984 a 2010 atuou como professora e coordenadora da escola, agradeceu a homenagem feita àqueles que fizeram parte da história da escola.

“É muita gratidão pelo que vimos e estou muito feliz por estar aqui hoje, afinal, homenagens devem ser feitas para que as pessoas homenageadas possam vê-las e o que assisti foi lindo. Muito obrigada”, agradeceu.

Alexandre de Araújo Moraes entrou na escola há 40 anos. Foi ali que estudou desde a infância e, desde 1995, é professor. Ao ver o documentário, disse que passou um filme na cabeça e deu uma saudade de muitos momentos.

“Foi um documentário muito bem feito, em 30 minutos fez a gente revisitar muitas coisas, e claro, emocionou as pessoas”, elogiou.

Para o atual diretor Watson Silva de Almeida Lara, que também foi aluno entre 1999 e 2002, foi muito prazeroso ver diversas gerações que fizeram parte dessa história contando ali um pouco de seu capítulo na história da escola. Para o gestor, o documentário mostrou o que a Escola Daniel é em sua essência, “uma escola humana”.

“O documentário foi bem profundo e mostrou realmente quem é a Escola Daniel, uma escola humana, desde o seu princípio. Quem passa por aqui não tem como não se contaminar com essa humanidade que ela passa, com esse amor que ela reflete por toda a comunidade escolar, desde quem trabalha a quem estuda aqui. Foi de extrema maestria e tornou brilhante o que realmente somos. A escola é isso, visa a mostrar que podemos conquistar o que queremos”, pontuou o diretor.

O documentário está disponível no canal do Youtube do deputado Cláudio Ferreira e, em breve, nas reded sociais da escola.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp