Novo Código Ambiental: casa e empresas podem ser demolidas em Rondonópolis

Casa e empresas podem ser demolidas com novo código ambiental de Rondonópolis
Imagem ilustrativa - Foto: Roger Andrade

Esta marcada para hoje (26) uma audiência pública para debater o novo Código Ambiental do Município, que fará parte do Plano Diretor de Rondonópolis, ainda em elaboração.

Um ponto que vem causando pânico em alguns setores e na população é a proposta de quem possuí um terreno com área até 500 metros de distância de rios, reservas, horto, córregos, somente poderá construir em 30% do terreno.

Isso causaria transtornos para o cidadão, pois algumas casas e empresas já existentes podem ser demolidas.

É provável também que sejam demolidas várias construções ao redor da Avenida Médici, caso não ocorram mudanças.

O novo código está sendo elaborado por profissionais ligados ao meio ambiente.

A preocupação é que o Plano Diretor que serviria para o desenvolvimento e crescimento pode ter o efeito contrário.

O secretário municipal de Meio Ambiente, João Fernando Copetti Bohrer, explica que o atual Código Ambiental de Rondonópolis é de 2002, e uma versão atualizada foi discutida e aprovada pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Consemma).

Setores da cidade já se mobilizam contra o novo código, pois consideram uma violação ao direito de propriedade.

Se apresentado desta forma, a proposta vai ter dificuldades, e muita confusão ainda deve vir pela frente.

A audiência pública acontece nesta quinta na Câmara Municipal de Rondonópolis.