Maternidade da Santa Casa Rondonópolis conquista nota máxima em avaliação realizada pelo Ministério da Saúde

Maternidade da Santa Casa Rondonópolis conquista nota máxima em avaliação realizada pelo Ministério da Saúde

A coordenação do Grupo Condutor Estadual da Rede Cegonha, juntamente com a coordenadora da maternidade Santa Casa Rondonópolis apresentaram nesta sexta – feira (03) os resultados do relatório de avaliação das boas práticas na atenção ao parto e nascimento aos gestores do hospital, equipe multidisciplinar, vereadores, e representantes de órgãos ligados à saúde.

A Santa Casa Rondonópolis passou por avaliação realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por meio de pesquisas e entrevistas realizadas in loco pela equipe técnica da fundação, onde recebeu nota máxima de desempenho. Entre as diretrizes apontadas estão: Acolhimento em Obstetrícia; Boas práticas na atenção ao parto e nascimento; Monitoramento do cuidado e vigilância da mortalidade materna e neonatal; Gestão Participativa e Compartilhada e Ambiência.

A Rede Cegonha, que existe desde 2011, consiste numa rede de cuidado que visa assegurar à mulher o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto, pós-parto, além de assegurar à criança o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento.

A coordenadora da maternidade da Santa Casa Natacha Kleinhans destaca que o objetivo deste relatório é avaliar a situação da implementação das boas práticas de atenção ao parto e nascimento e orientar a repactuação de compromissos, visando à qualificação dos hospitais que aderiram ao programa Rede Cegonha nas regionais de saúde do Estado.

“O resultado de garantir nota máxima em um processo de avaliação da FIOCRUZ provém do esforço e dedicação de todos os profissionais ligados a assistência dos pacientes que buscam nossos serviços, aderimos ao Programa Rede Cegonha em 2012, e desde então aos poucos fomos conquistando melhorias como a mudança para o modelo obstétrico neonatal, que resgata o conceito de que o nascimento é algo natural, garantindo um processo humanizado tanto para a gestante como para toda família envolvida na média de 400 partos que realizamos por mês”, explica a coordenadora.

Assegurar os direitos da mulher e da criança é o objetivo do Ministério da Saúde com o Programa Rede Cegonha, dessa forma a Santa Casa esta estruturada e organizada para garantir a finalidade de a atenção à saúde materno-infantil na região Sul do estado de Mato grosso